sábado, 21 de maio de 2011

PLEIADIANOS: Desvendando a História (com informações complementares)




O DNA é portador do código, pois este material genéti­co e suas hélices são constituídas por filamentos de códigos ­luminosos - fios de "teia de aranha" finíssimos que contêm informação, semelhantes aos sistemas de fibras óticas. O pilar de luz que vocês usam para se ativar e trazer informações para o vosso corpo também é composto por filamentos de códigos ­luminosos. Estes filamentos carregam uma enorme quanti­dade de informação e o vosso corpo está preenchido por eles. Quando agrupados e colocados em determinado alinhamen­to, os filamentos de códigos-luminosos trabalham juntos libe­rando as informações que tornam coerente a história que eles contêm.
Os filamentos de códigos-luminosos dentro de vossos corpos assemelham-se a uma grande biblioteca - uma biblio­teca tão gigantesca que contém a história do universo. Duran­te o desenrolar da história da Terra muitas espécies habitaram o planeta. Vocês convenceram-se de que a humanidade é nati­va daqui. Os seres humanos foram colocados aqui. Em breve as pessoas levarão um choque ao descobrirem esqueletos de cria­turas muito diferentes. Algumas delas já foram descobertas, particularmente na América do Sul, e, embora as notícias te­nham saído nos jornais, foram consideradas embustes, maté­rias sensacionalistas, ou então, por medo, foram mantidas em segredo. Quando a consciência da humanidade se elevar à freqüência de receptividade e o sistema nervoso da psique das massas estiver equilibrado a ponto de vocês poderem mudar o paradigma, a própria Terra revelará seus segredos de diver­sas formas, tais como, alterações atmosféricas, mudanças na estrutura, descobrimentos psíquicos, etc.. Vocês vão desenter­rar uma nova história.
A tarefa que têm à vossa frente é desejar, comandar e tencionar conscientemente a evolução do vosso DNA. Coman­dar, desejar e pedir isso não é fácil, pois para tal é necessário mover-se através de diversas identidades. A partir da pers­pectiva histórica da vossa existência multidimensional, ou da essência da vossa alma, vocês viveram os mais variados tipos de personalidade e algumas dessas experiências foram dolo­rosas, desafiadoras e difíceis.
Chegou a hora de ultrapassarem os desafios e desven­darem a história contida em vossos corpos, permitindo aos filamentos de códigos-luminosos se reagruparem, formando novas hélices e permitindo a si mesmos serem receptivos às novas informações contidas no DNA. Nem sempre elas farão sentido para as vossas mentes lógicas. Vocês irão aprender que elas possuem um lugar, uma função, um propósito, mas que não constituem a vossa identidade. A mente lógica é excessi­vamente usada por muitas pessoas. É super solicitada, sugada, e quando usam e abusam da mente lógica, criam stress em vossos corpos. Nem sempre precisam entender logicamente o que estão experimentando. Observem-se, mantenham o senso de humor em todas as situações e sustentem a idéia de que estão evoluindo.
Irão viver muitas experiências porque estão subindo uma escada de identidade feita pelo vosso sistema de chakras. Os chakras são centros de informação energéticos ligados às diferentes vidas passadas, quando vocês ativaram ou se expressaram em determinadas áreas. Nos próximos anos, é im­perativo que descubram estas vossas identidades.
Os filamentos de códigos-luminosos são instrumentos da luz, parte da luz e uma expressão da luz. Estes filamentos de códigos-luminosos são milhões de fibras fininhas dentro das células, que correspondem a filamentos de códigos-lumi­nosos existentes fora dos vossos corpos. Os filamentos de códigos-luminosos contêm a Linguagem da Luz geométrica que, por sua vez, contém a história de quem são vocês. Estes filamentos de códigos-luminosos não conseguiam chegar ao planeta porque havia muita poluição criada pelo time das tre­vas para mantê-los afastados. [ATENÇÃO, para melhor entender sobre estes códigos luminosos e sua linguagem geométrica da luz, basta lembrar-se dos Crop Circles, ou “círculos nas plantações de cereais”. Há uma grande similaridade, os Crop Circles são também códigos, na forma de uma MACRO linguagem geométrica da luz efetuadas pelos seres da luz para promover a ativação dos chakras e das novas energias no corpo da mãe Terra e os códigos luminosos são uma MICRO linguagem geométrica da luz enviadas pelo Criador Primordial através do nosso sol para promover a ativação do DNA, dos chakras e das novas energias em nossos corpos.]
Os filamentos de códigos-luminosos são como raios de luz contendo uma forma de linguagem geométrica. Eles pro­vêm de um banco de dados cósmico e contêm muita informação. Muitos de vocês encontram-se num estágio em que não neces­sitam de tratamento corporal. Precisam de uma educação espontânea ou de um implante nos vossos corpos para ensiná­-los. Isso é o que ocorrerá nos próximos anos.
Algumas pessoas neste planeta, especialmente quem tra­balha com cristais, aprenderão a preencher e ativar outros cor­pos com estes filamentos. Os indivíduos que buscam esta experiência terão os filamentos ativados em seus corpos, pro­porcionando-lhes instantaneamente informação e conheci­mento. A educação está evoluindo para isso. Haverá seres ajudando-os. Vocês precisarão ser capazes de reconhecê-los e reconhecer outras realidades que existem ao vosso redor. Quando as informações dos filamentos de códigos luminosos foram espalhadas, não houve incêndio na biblioteca - foi sim­plesmente como se todos os livros tivessem sido retirados das prateleiras e jogados no meio da sala. Imaginem-se entrando numa sala repleta de livros, do tamanho de um estádio gigan­tesco e com todos os livros espalhados no chão. Como conseguiriam encontrar alguma informação lá, a não ser por acaso? Uma vez que os humanos não acreditam na ordem do acaso, jamais seguiram a ordem que está dentro deles.
A informação contida nos filamentos foi deixada den­tro de vocês, embora não haja uma lógica que a faça coerente. Portanto, agora, como é que vocês encontram as informações? Elas lhes serão reveladas. Este é o processo. Vocês não preci­sam procurá-las porque esta revelação é a vossa herança, é o que vocês são. À medida que o DNA começar a formar novas fitas, elas viajarão pelo sistema nervoso do vosso corpo, no momento em que estiver sendo desenvolvido e as memórias começarão a inundar a vossa consciência. Vocês precisam trabalhar para desenvolver este sistema nervoso, ligá-lo em vossos corpos, oxigenar o sistema, aprender como se movimentar através de acelerações de energia e atrair mais idéias e experiências para ele. À medida que este processo começar a crescer e se ali­mentar em vossos corpos, simplesmente o observem, pois te­rão vontade de saber como acessá-lo. Manter-se enredado nos próprios problemas é semelhante a ler apenas um dos livros da vossa biblioteca sem se permitir receber as informa­ções contidas nos outros livros. E mais ainda: existe uma outra história, uma história completa.
Esta história inteira mantém correspondência com as vossas almas inteiras. Como membros da Família da Luz, vocês comprometeram-se a manter em vossos corpos físicos uma consciência de todas as vossas vidas, a aceitar o que fizeram e os papéis que desempenharam em todas essas vidas, e a inva­dir realidades diferentes alterando-as segundo as diretrizes do vosso acordo como representantes da Família da Luz. Vocês têm livre-arbítrio neste compromisso, é claro.
A tripla-hélice os traz para o centro do sentimento [o chakra do plexo solar]. O centro do sentimento são as emoções, e as emoções são o vosso caminho, ou ponte, ou o bilhete de ingresso para o Eu espiritual. Quando alguém nega o Eu emocional, não pode entrar no reino espiritual. O Ser Crístico disse uma vez: "Conhece-te a ti mesmo." Conheçam-se a si mesmos. É a mesma coisa. Esta men­sagem chegou ao planeta há muito tempo, mas foi distorcida para que as pessoas não percebessem o seu valor nem que ne­cessitavam apenas reordenar-se.
O trabalho é sempre interno. Quando perguntam como mudar o planeta nós sempre respondemos trabalhem dentro de si mesmos. Desenvolvam-se. Ultrapassem os limites do ego. Aprendam a tornar-se multidimensionais, a viver no mundo astral, a viajar para fora do corpo físico. Parem de definir o vosso corpo físico como terminando ‘aqui', isto é o que a socie­dade incentiva para poder controlá-los. Numa zona de livre ­arbítrio, controlar faz parte do jogo, porque alguém quer dominar. Vocês são membros da Família da Luz; a que hierar­quia e a que deuses devem responder?
O DNA é a história viva da verdade e da vida. Quando uma pessoa consegue fundir-se com esta história, torna-se ca­paz de atingir outras realidades sem vídeos, fitas ou livros. É capaz de experimentar. Diversas culturas nativas foram treinadas para encontrar os remanescentes da Biblioteca Viva deixados no planeta. Isso explica a reverência que têm pela Terra e pelos animais e o conhecimento sobre a cooperação que envolve to­das as coisas. Estas culturas nativas foram intencionalmente colocadas no planeta, pois era uma área de treinamento onde havia potencial para a ativação da memória quando chegasse o momento.
O DNA contém o código. Ele contém o projeto da identi­dade, o plano da existência, a história do universo e a história da vida neste local específico. Está armazenada dentro das cé­lulas dos humanos. O DNA original dos tripulantes deste pla­neta, os ocupantes humanos possuem um projeto de sistema genético baseado no número doze. Os doze fios de material genético estão, assim, conectados a várias outras fontes representativas ou informativas que também possuem o núme­ro doze. Não se esqueçam, realidade reflete realidade. Os doze fios de informação conectam o ocupante humano aos centros de informação correspondentes, dentro e fora do corpo.
A Terra está entrando agora em conjunção, ou alinha­mento, com o propósito através do qual os Planejadores Origi­nais voltam a reativar o sistema de doze hélices da espécie ocupante - a espécie humana - reconduzindo a Terra para sua rota original. Quando a biblioteca biológica foi concebida há eons e eons atrás, ficou decidido que os tripulantes do planeta possuiriam a chave que destrancaria os dados armazenados na Biblioteca Viva.
Como isso se liga aos doze centros de informação? Quan­do o sistema dos chakras humanos estiver ligado, aberto e ati­vado, as informações começarão a buscar sua própria expressão, tornando-se disponíveis. Existem determinados ele­mentos que agirão como código para acessar estas informa­ções, trazendo-as para um plano de existência onde possam começar a expressar-se. Quando estiverem ligados a esses cen­tros de informação - sete dentro do corpo e cinco fora - esta­rão prontos para receber energia através de outro grupo de doze centros de informação. Quando ativarem os vossos doze chakras, vão acessar a energia armazenada em grupos de doze centros paralelos, que por sua vez irão ativar o vosso processo. E assim o vosso cérebro atingirá a função plena, completa, se­melhante a um computador.
As doze realidades paralelas possuem maneiras de des­vendar as informações que estavam sendo mantidas em se­gredo. Existem vários passos necessários para desbloquear estas informações. Vocês podem comparar este processo com o alto nível de segurança existente nos arquivos do governo, onde a verificação de impressões digitais, senhas e outras bar­reiras protegem a informação final. Vários elementos precisam ser combinados para se ter acesso a algo muito secreto.
A ativação das doze fitas de DNA coincide com a ativa­ção, movimento giratório e abertura dos doze centros de in­formação - os doze chakras, ou discos de energia etéricos. Este é o início da conexão do movimento rotatório dos doze. Quando este alinhamento de energia ocorrer, ele atrairá ener­gia dos doze corpos celestes do vosso sistema solar. Estes corpos, então, recomeçarão a enviar energia para a Terra. Ao serem ativados, vão liberar o que guardavam, e a Terra pode tornar-se biogeneticamente viva. Existe uma quantidade imensa destes grupos de doze - os doze universos giratórios, por exemplo. O movimento giratório dos doze centros pro­vocará um caos na nova consciência, porque, quando estes doze centros de energia - principalmente os cinco externos ­começarem a ligar-se novamente ao planeta, irá ocorrer uma verdadeira inundação de energia nova.
A formação das doze hélices não significa que, como es­pécie, se tornarão instantaneamente informados, mas que, para impulsionar a espécie humana em direção a uma consciência mais elevada, existe um máximo e um mínimo de mutações necessárias para criar um novo padrão de operações. Estas mu­tações trarão um nível de freqüência novo, que afetará cada pessoa individualmente e o planeta. O processo pode ser comparado ao nascimento de um novo sol na atmosfera da Terra. Estas doze hélices não abrangem obviamente todas as informações con­tidas nos filamentos de códigos-luminosos. Contudo, a sua for­mação será suficiente para lhes dar, como espécie, um retrato bem mais amplo da vossa origem.
Vocês sabem, pela porção eterna do vosso ser, que fa­zem parte da Família da Luz e, como membros da Família da Luz, sabem quem são. Mas os humanos não sabem quem eles são. Como vocês estão disfarçados de humanos, por vezes podem enganar-se a si mesmos, achando que também desco­nhecem a vossa identidade.




Os Pleiadianos
por Bárbara Marciniak



Fonte: Capítulo VI do Livro "MENSAGEIROS DO AMANHECER - Ensinamentos das Plêiades", canalizado por Bárbara Marciniak




INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES DOS PLEIADIANOS:


Irmãos, estamos tendo a oportunidade de viver um momento único na história de nosso planeta e possivelmente na nossa história pessoal também. Contudo, embora muitos já estejam sentindo o efeito das energias das mudanças, muitos outros ainda não tiveram a chance de senti-las e talvez isto esteja deixando-os um tanto desanimados, descrentes e desestimulados a continuar na jornada do despertar. Entendemos o que sentem, entendemos a vossa ansiedade e a frustração de ver outros passando por experiências e o despertar enquanto estes irmãos nada sentem e nada lhes acontece de novo.
A estes irmãos só podemos garantir que sua hora chegará e pedir-lhes que tenham um pouquinho de paciência e que mantenham a força, a alegria, a confiança e a esperança.
Isto é resultante apenas de um detalhe estratégico e estrutural do projeto, porem nada tem a ver com a questão pessoal.
Assim vamos continuar com nossos estudos, cada vez mais unidos, nos preparando enquanto não chega a nossa hora e vez.
Tudo obedece a um plano meticulosamente preparado pelas Hierarquias de Luz, onde aqueles que vão a frente enfrentam sempre dificuldades muito maiores em função da necessidade de efetuar mudanças internas e externas sem qualquer referencial ou balizamento e enfrentando um ambiente de energias muito mais densas, sendo que os que vierem em seguida já terão maiores referenciais, menos obstáculos e a ajuda dos irmãos que efetuaram a jornada antes para poderem seguir adiante mais rapidamente.
Não tenham pressa ou qualquer ansiedade, pois no final desta etapa, depois que cada um dos grupos concluírem este processo de despertar da consciência, estaremos todos juntos para unidos efetuarmos finalmente a travessia da grande ponte da transição do planeta para a 5ª dimensão.
Através desta aula em que nos falam mais um pouco sobre a ativação do nosso DNA e dos nossos chakras, os Pleiadianos vem nos ressaltar a ligação deste processo com as várias outras fontes representativas ou informativas que também possuem o núme­ro doze e sobre isto os Irmãos Pleiadianos Interdimensionais nos acrescentaram mais algumas informações que transcrevemos a seguir.
Assim, temos com a ativação das 12 fitas ou hélices do DNA, a ativação dos 12 chakras ou centro de informações (7 físicos e 5 extra-físicos). Com o despertar dos mesmos temos a conexão energética com os 12 corpos celestes de nosso sistema solar e com as 12 galáxias giratórias, que nos liberam o acesso aos nossos sentidos extra-físicos, entre eles a nossa capacidade de multidimensionalidade que por sua vez nos dá acesso a outras dimensões e as 12 realidades paralelas onde encontraremos os nossos outros “eus” que continuam a viver na 4ª dimensão vidas e histórias paralelas ligadas a nossas existências passadas que por sua vez estão ligadas a áreas de nossos 12 chakras atuais.
Como estamos ascendendo a 5ª dimensão temos que nos libertar de tudo que está oculto ou mal resolvido e que nos prende a 3ª e 4ª dimensões. Assim, se faz necessário que trabalhemos todas as emoções bloqueadas e reprimidas e também que incorporemos todos estes aspectos do nosso eu que habitam estas realidades paralelas na 4ª dimensão deste ou de outros planetas.
Neste processo é muito importante que nos desliguemos do “pensar” e do “julgar”, características e funções típicas de nossa mente racional de 3ª dimensão e nos limitemos a experenciar, compreender e aceitar através apenas do nosso sentir.
Estes nossos outros “eus”, que correspondem as nossas personalidades de vidas passadas as quais rejeitamos, por vergonha, por remorsos ou por não conseguir perdoar ou aceitar pelo que fomos ou deixamos de ser ou pelo que fizemos ou deixamos de fazer nelas, se ressentem por isso e tornam-se na maioria das vezes nossos inimigos espirituais que nos perseguem ao longo de nossas vidas na matéria, sugando nossas energias ao ponto de nos causarem até doenças físicas ou mentais e nos bloqueando e nos sabotando em tudo que fazemos como vingança. Muitos destes “eus” são resultantes de encarnações como reptilianos, insectóides, intraterrenos ou outros, muitas vezes com aparências assustadoras e horripilantes, o que muitas vezes nos dava medo e nos levava a rejeição porque não tinhamos o nível de consciencia que agora já temos.
Muitos deles são os nossos “demônios interiores” que temos que exorcizar, conhecidos no esoterismo pelo termo “espectros do umbral”, no espiritismo por “inimigos espirituais ou cármicos”, “vampiros energéticos” ou ainda por “auto-obsessores”, sendo que na umbanda e candomblé são conhecidos por “eguns”. Muitos destes aspectos de nosso “eu” vivem no umbral quase como escravos em grupamentos sob o comando de um demônio, conhecido no hinduísmo por Asura, também denominado como Mara, demônios estes que funcionam como guardiões daquela realidade paralela e normalmente nos impedem de chegarmos até estes nossos "eus" quando estamos em projeção astral, para resgata-los e integra-los.
Em trabalhos de magia negra, para prejudicar uma pessoa os magos negros costumam se utilizar dos próprios “eus” da pessoa, que são invocados do umbral para isso.
Segundo os Irmãos Pleiadianos a maioria dos casos de obsessões recalcitrantes e crônicas não são resultantes de inimigos cármicos, como equivocadamente interpreta o espiritismo, mas sim de personalidades rejeitadas de nosso próprio eu buscando integração.Tem a mesma origem, segundo eles, a maioria dos casos psiquiatricos, como esquizofrenia, depressão cronica, etc. e até casos de possessão e alguns casos de autismo.
Contudo, nem sempre todos estes nossos “eus” assumem a postura de entidades maléficas, eles são partes de nós, são apenas espectrus que aguardam o momento de serem reconhecidos, compreendidos, resgatados e integrados pelo nosso eu principal e até que isto aconteça, inconscientemente vivem as custas de nossas energias, na maioria das vezes doentes e agonizantes aguardando por nossa compaixão e piedade. São apenas fragmentos de nossa personalidade que não estão totalmente disassociados de nós e embora não possuam a consciência que nós temos eles tem um certo grau de individualidade própria.
Enfim, antagônicas ou não, são partes de nós que temos que conhecer, compreender, perdoar, aceitar e incorporar, sem julgamentos, sem medos, sem preconceitos, mágoas ou rancor para que possamos assim não só neutralizar seus malefícios, mas principalmente para que possamos nos tornar harmoniosamente e amorosamente UM conosco mesmo, antes de pensarmos em nos tornarmos UM com o Criador Primordial e ascendermos a uma dimensão maior. Esta talvez seja a etapa mais difícil da jornada, mas nada que não possamos superar com muito amor, compaixão, confiança e determinação.
Sintam-se todos carinhosamente abraçados, num abraço fraterno e afetuoso.
Fiquem na luz e na paz profunda.
Amamos a todos vocês.

Ibiatan Upadian

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato pela vossa visita e volte sempre.
Antes de comentar leia por favor:

1. Os comentários deste blog são todos moderados e nos reservamos no direito de publica-lo ou não;
2. Escreva apenas o que for referente ao tema;
3. Não publicaremos comentários que visem promoção pessoal ou de site, de blog, de canal ou de qualquer página na internet;
4. Tampouco publicaremos comentário com publicidade, propaganda ou divulgação de empresas, negócios, partidos, religiões ou seitas;
5. Ofensas pessoais, vocabulário de baixo nível ou spam não serão aceitos;
6. Não fazemos parcerias, debates, discussões ou acordos por meio de comentários;
7. Para entrar em contato acesse nosso formulário de contato no rodapé da página;
8. Grato por participar e deixar aqui o vosso comentário.