Arquivo Geral de Publicações do Blog

Postagens Recentes

Postagens Recentes

Barra de Vídeos - Tema Selecionados

Loading...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

CORPORATIVISTO DAS ELITES - 3: Supremo Tribunal Federal vira pronto-socorro corporativo com aval de Peluso

Plenário do STF
Plenário do STF e os novos "Deuses" intocaveis


29 de dezembro de 2011
por Wálter Fanganiello Maierovitch

O ministro Cezar Peluso, que em setembro tirou de pauta a ação direta de inconstitucionalidade proposta pela Associação de Magistrados Brasileiros (AMB) e tendente a reduzir a atividade fiscalizadora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), manteve as liminares concedidas pelos ministros Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski.
Envolvido no dissenso com a ministra Eliana Calmon sobre a competência correcional do CNJ, o ministro Peluso, que preside o STF e o CNJ, esquece a questão de urgência e mantém liminares de modo a invadir questão de mérito.
Com efeito, um caso de urgência, como a quebra de uma perna, é encaminhado ao pronto-socorro hospitalar.
Um outro tipo de urgência, como, por exemplo, a separação de corpos em razão de o marido surrar a mulher, é tratado pelo pronto-socorro judiciário.
E o remédio urgente ministrado nesse pronto-socorro judiciário leva o nome de liminar.
Como sabem até os rábulas de porta de cadeia, a liminar tende a evitar um dano irreparável ou de difícil reparação.
No pronto-socorro do Supremo, os ministros Marco Aurélio e Lewandowski concederam, na semana passada, duas liminares sem que houvesse qualquer situação de urgência.
Essas duas liminares foram para suspender a atividade correcional do Conselho Nacional de Justiça.
Um Conselho que fiscaliza magistrados desde 2005.
Portanto não é de hoje, já faz muito tempo.
As duas liminares tanto não eram urgentes que todos ministros do Supremo, em sessão plenária de setembro, tiraram da pauta o julgamento da ação de inconstitucionalidade sobre a competência correcional do Conselho.
Se houvesse urgência e relevância essa ação não teria sido deixada para depois, ou seja, adiada pelo plenário do Supremo.
As duas liminares foram concedidas ao apagar das luzes do ano judiciário de 2011.
Lewandowski suspendeu as apurações no Tribunal de São Paulo, onde o antigo presidente morreu sob odor de possuir patrimônio incompatível com as suas fontes de ganhos.
E isto não é tudo, ele faleceu sob o odor de privilegiar um grupo de 17 desembargadores, quanto à forma de pagamento de verbas relativas ao "auxílio moradia".
Quanto ao ministro Marco Aurélio, ele aniquilou, como um trator desgovernado, o poder fiscalizador do Conselho.
Em síntese, deu uma de Papai Noel.
E os juízes investigados por graves desvios funcionais passaram certamente a acreditar que o bom-velhinho existe.
Com o melhor do espírito natalino, Peluso acaba de confirmar as liminares.
Há de se frisar que o CNJ já sancionou até ministro do Superior Tribunal de Justiça como é o caso de Paulo Medina.
Medina, que presidiu a AMB - Associação de Magistrados Brasileiros (e "coincidentemente" a ação direta de inconstitucionalidade foi proposta pela própria AMB), foi aposentado compulsoriamente devido à venda de liminares, por interposta pessoa que beneficiou traficante de drogas.

Pano Rápido


Parece ter chegado o momento de a sociedade brasileira, assim como fez a europeia, pressionar para tambem se fixar aos ministros do STF um mandato de apenas 5 anos, sem direito a prorrogação.
Não é democrática a perpetuação de ministros no Supremo, igual ao modelo norte-americano.
Como demonstrou o ministro Marco Aurélio, com o longo tempo de suprema investidura perde-se até noção de urgência e de interesse social.
Solta-se, como ele fez, liminarmente um Cacciola da vida e se dá guarida, também como ele pretendeu, a um pluriassassino do porte de Battisti.



Wálter Fanganiello Maierovitch


Fonte:  http://maierovitch.blog.terra.com.br/


NOTA:  Este é o nosso judiciário... do jeito que as coisas vão se alguem gritar pega ladrão... não vai ficar um, meu irmão...

CORPORATIVISMO DAS ELITES - 2: Dever de vigilância do Coaf contestado por Marco Aurélio e AMB

ministro Marco Aurélio Mello
O corporativista ministro Marco Aurélio Mello, primo de Fernando Color de Melo, o "Caçador de Marajás" (tudo muito surrealista)


29 de dezembro de 2011
por Wálter Fanganiello Maierovitch

O prestígio do Poder Judiciário está em queda-livre.
Cai mais do que as desconfianças nas finanças da Grécia, Itália e Espanha.
Os ministros Marco Aurélio Mello e a Associação Brasileira de Magistrados (AMB) foram os grandes protagonistas de um descrédito jamais sentido na história judiciária brasileira republicana.
A última bola fora diz respeito à representação proposta pela AMB e tachada como criminosa pelo ministro Marco Aurélio, em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo.
A representação foi encaminhada ao procurador-geral da República, titular da ação penal pública em caso de crime, e ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão de controle sobre desvios funcionais de magistrados não supremos (o Supremo Tribunal Federal já decidiu, em causa própria evidentemente, que o CNJ não tem poder correcional sobre os 11 ministros do pretório excelso).
O motivo da “notícia de crime” contida na representação da AMB diz respeito à atuação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
O Coaf, a pedido do íntegro ministro Gilson Dipp, então corregedor do CNJ, examinou a  movimentação financeira de 217 mil funcionários públicos judiciários, incluídos magistrados.
Parêntese: juízes são funcionários públicos em sentido amplo e são funcionários do Poder Judiciário, em sentido estrito.
Das verificações, o Coaf apontou para 3.400 casos de movimentação fora do padrão habitual.
Em síntese, 3.400 servidores públicos que podem, por exemplo, ter ganhado na loteria, recebido heranças,  verba de precatório desapropriatório ou vendido decisões, liminares ou de mérito.
O ministro Paulo Medina, ex-presidente da AMB, foi afastado das funções, sem prejuízo de vencimentos e vantagens, por vender liminares.
No caso, não foi o Coaf mas o CNJ que apurou por conta própria.
Não sabe o ministro Marco Aurélio Mello nem o presidente da AMB, que o Coaf tem por força de lei, o chamado “dever de vigilância”.
Não é um órgão de investigação, mas de inteligência financeira.
Ou seja, detecta e informa a quem tem o dever de investigar.
O Coaf foi criado num esforço internacional para impedir a lavagem de dinheiro e ocultação de capitais por organizações terroristas, narcotraficantes e criminosos poderosos e potentes espalhados pelo planeta.
Ao atender a uma requisição judiciária (o CNJ integra o Poder Judiciário), o Coaf apontou uma movimentação fora do padrão, mas sem afirmar tratar-se de consumação de crimes.
Como frisado, o Coaf não realiza investigações criminais.
Depois de conceder liminar em caso que não havia urgência e para esvaziar a atuação do CNJ, isso no apagar das luzes do ano judiciário, o ministro Marco Aurélio prestou um novo desserviço ao atribuir conduta criminosa referente a quebra de sigilo de magistrados.
Ele confunde dever de vigilância com quebra de sigilo.
Fora isso, Marco Aurélio não quer deixar que o CNJ tome a iniciativa de investigar juízes sob suspeita de desvio funcional, como, por exemplo, venda de sentenças a traficantes de drogas etc. 
E o CNJ nasceu para atuar correcionalmente.
Nesse quadro surreal de concessões de liminares, sem o requisito necessário da urgência, com o ministro Ricardo Lewandowsky impedindo a continuação de correição no Tribunal de Justiça de São Paulo (em outros estados foram realizadas sem ações e liminares), deve-se lembrar que, em setembro passado, a inconstitucionalidade sobre a atividade correcional do CNJ foi retirada da pauta de julgamento pelo plenário do STF, sem oposição de Marco Aurélio Mello.
Não saiu da pauta por não ser considerada urgente.

Pano Rápido

O ministro Marco Aurélio seria um bom candidato à presidência da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), que congrega 16 mil juízes e tem no corporativismo e na manutenção de privilégios (férias duas vezes ao ano) a sua bandeira de lutas.
Sobre interpretações, como levantou o jurista  Joaquim Falcão, o ministro Marco Aurélio foi vencido em 73% dos julgamentos sobre questões de Direito Constitucional no STF (confira-se: Folha de S.Paulo, edição de 20 de dezembro, pág A6). (Isto demonstra que é um ministro muito competente)
A respeito da decisão de Marco Aurélio de soltura do banqueiro golpista Salvatore Cacciola, frise-se, se deu por liminar e contrariando decisões de juiz federal, do Tribunal Regional Federal e do Superior Tribunal de Justiça. (realmente muito competente e eficiente)


Wálter Fanganiello Maierovitch


Fonte:  http://maierovitch.blog.terra.com.br/


NOTA: Quem não deseja que se investigue, na verdade esconde alguma coisa. O que será que escondem, em ???

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

CERCO AOS ILLUMINATIS - BENJAMIN FULFORD (28/11/2011)



O processo judicial que poderá acabar com o governo gangster da civilização ocidental.
O caos reina nos mais altos níveis de governo do ocidente à medida que é desvendada a fraude financeira.




por Benjamin Fulford
28 de Novembro de 2011.

Por vezes a verdade é mais estranha que a ficção e essa é certamente a situação atual nos mais altos níveis de poder na civilização ocidental. 
Em essência, a história é que a verdadeira fonte de poder no ocidente, o controle do sistema financeiro, caiu nas mãos de religiosos sectários fanáticos (satanistas ocultistas) que pretendiam, de um modo artificial, fazer com que as profecias de antigos textos religiosos (Torah e o Antigo Testamento) se tornassem realidade.
Este empreendimento baseado numa fraude está agora a cair por terra. 
O resultado é um caos sem precedentes nos mais altos níveis de poder nos governos de controle sectário dos Estados Unidos, Inglaterra, França, Itália, Alemanha e os seus estados escravos.
Um dos impulsionadores imediatos é uma ação judicial que deu entrada em Nova Iorque em 23 de Novembro, alegando que os ativos do sistema financeiro global pertencem às pessoas do planeta e não a um poderoso culto religioso que utiliza as Nações Unidas como uma fachada.
A história que está imediatamente por detrás deste processo é a história escondida do século XX e do princípio do século XXI. 
Remonta aos anos de 1930 quando o ouro mundial foi confiscado aos cidadãos privados e colocado em áreas de armazenamento centralizado pelas famílias que controlam o sistema financeiro ocidental.
Uma vez que nem a maioria dos judeus, nem muitas das famílias ricas asiáticas pretendiam entregar o ouro, o culto encenou a 2ª Guerra Mundial para poder confisca-lo.

Na Conferência de Bretton Woods em 1944, o controle do sistema financeiro do pós-guerra foi entregue à Inglaterra, França e aos Estados Unidos por um período de 50 anos em troca da promessa do desenvolvimento do planeta.

Estas promessas foram quebradas quando um golpe de estado sutil cultista (satanista e ocultista) começou com o assassinato do Presidente Roosevelt. 
Em vez do desenvolvimento global, os cultistas religiosos começaram a Guerra-fria. 
O seu objetivo era provocar uma guerra final entre “Gog e Magog” de que resultaria a morte de 90% da humanidade e deixar os restantes 10% como escravos dos cultistas.

Um grupo de 77 nações, conhecido como o grupo dos não-alinhados, não estavam de acordo com estes planos e assinaram um acordo internacional conhecido como o memorial Hilton Green que colocou o seu ouro e ativos (o equivalente a 85% da oferta mundial conhecida) sob poder signatário do Presidente Soekarno da Indonésia.

Quando o Presidente Kennedy percebeu que quase foi enganado por estes cultistas para dar início a um holocausto nuclear com a União Soviética, ele concordou em trabalhar com os países não-alinhados num plano Marshall para o desenvolvimento da Ásia e da África.
Soekarno libertou algum ouro para o governo dos Estados Unidos e Kennedy começou a emitir dólares controlados pelo governo dos Estados Unidos e não pelos controladores sectários da Federal Reserve Board. Kennedy foi assassinado e Soekarno foi expulso do poder.

Nesta altura os cultistas forjaram os direitos de criar dinheiro com base em ativos não-alinhados utilizando instrumentos financeiros elaborados por Henry Kissinger, conselheiro financeiro do Papa. 
As nações não-alinhadas, por falta de meios militares, eram impotentes para parar este roubo.

Os cultistas criaram uma falsa organização conhecida como OITC chefiada por um cambojano com o nome R.C. Dam, para reivindicar a posse legítima dos bens que apoiavam o sistema financeiro global.

Como o seu plano Gog-Magog dos soviéticos versus mundo ocidental não estava a funcionar, os cultistas conceberam outro plano. 
De acordo com este plano (como foi relatado por jornais israelitas entre outros), o novo Gog seria as nações do G5 (Inglaterra, França,Alemanha, Itália e os Estados Unidos) enquanto Magog seria a Rússia, a China e o Irã.
O impulsionador imediato deste novo Armagedon era para ser uma guerra nuclear limitada entre Israel e Irã (isto é que está por detrás daqueles títulos sobre a “ameaça nuclear iraniana”).

Felizmente para nós, o Pentágono, os militares russos e o governo chinês recusaram-se acompanhar este insano cenário.

Em vez disso, uma operação militar elaborada foi criada pela combinação de organizações policiais de muitas nações para acabar com o controle do culto sobre o sistema financeiro ocidental.

Primeiro eles tentaram pagar títulos no valor de 1 trilhão de dólares emitidos pelo culto que controla a Federal Reserve Board em troca do ouro asiático.
Uma das principais organizações do culto, a Loja Freemason P2 (membros da loja P2 disseram a este escritor que eles controlam tanto a Máfia como o Vaticano), ofereceu-se para dar dinheiro por estas ações. 
Em vez disso, fugiram com as ações e tentaram trocá-las por dinheiro.

A trilha de investigação, ilustrada em detalhe na queixa legal, levou entre outras, à fraudulenta OITC e às Nações Unidas como também ao chefe das Nações Unidas Ban Ki Moon.
Ver aqui.

A propósito, Moon está associado à Unification Church, um culto que tem sido associado ao tráfico de drogas, venda de armas e a assassinos profissionais (nós temos o testemunho de um assassino moonie).
A Unification Church tem um grande rancho ao lado do de Bush no Paraguai. 
Os cultistas estavam a planejar fugir ou para bases no subsolo ou para o hemisfério sul quando o seu falso armagedono começasse.

Recentemente Moon tentou utilizar documentos financeiros fraudulentos para assumir o controlo de contas de garantia global. 
Ele quer utilizar este dinheiro para assumir os estados-nação africanos e seus recursos.

Moon, é claro, é um lacaio de cultistas de alto nível como os Rockefellers, os Rothschilds, Henry Kissinger, os Warburgs, os Morgans e o sindicato do crime Bush/Clinton.
Eles exerceram o seu poder através de organizações não elegíveis, não representativas como o Comité dos 300, os Bilderbergs, Council on Foreign Relations, as Nações Unidas, o FMI e o Banco Mundial.

A fonte do seu poder na era pós-guerra foi fraudes perpetradas contra as pessoas do planeta. 
Esta ação legal vai ao coração da fraude ao mostrar o fato que não existe qualquer tratado internacional que justifique o seu controle das contas de garantia global, ativos das pessoas do planeta.
O seu controle foi forjado através de assassinatos, subornos e mentiras e não por mútuo acordo.

Como a grade de controle do culto dos países do G5 irá desfazer-se nas próximas semanas e meses, a humanidade será presenteada com informação desconcertante sobre a sua história oculta. 
Novas formas de governar o planeta serão discutidas abertamente.

No ocidente, quererá dizer que as pessoas escolherão os seus próprios destinos em vez de sofrerem lavagens cerebrais pelos cultistas com esquemas irracionais, não científicos criados para o lucro com a desculpa de “guerra ao terror”.

Tecnologia como a energia gratuita que tem sido suprimida e monopolizada pelos cultistas estará disponível ao público em geral. 
De início haverá uma enorme confusão à medida que a carneirada for libertada e lhes digam que podem fazer o que quiserem de acordo com os seus desejos desde que não prejudiquem os outros.
Publicado por: http://holosgaia.blogspot.com/2011/12/

CORPORATIVISMO DAS ELITES - 1: Resistência de magistrados causa descrédito da população



23 de dezembro de 2011
por Wálter Fanganiello Maierovitch

Magistrados brasileiros filiados às associações corporativas promovem na sociedade civil um espetáculo deprimente e gerador de descrédito institucional.
Com fundamento em discutível interpretação de suas associações, os magistrados entendem ilegítimo e ilegal a atuação, no âmbito correcional e fiscalizatório, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
Por meio de surpreendentes liminares, dada a falta de urgência, logrou-se, sempre sob a capa protetória de associações corporativas, uma blindagem nas apurações, sem perceber que, para a população, o que se quer é esconder privilégios e desvios funcionais, alguns deles criminosos.
Afinal, a população ainda escuta ecoar tratar-se o CNJ de um órgão de controle externo das atividades dos magistrados.
Já se constatou que o órgão não é externo, pois são juízes a maior parte dos integrantes do CNJ, incluída a corregedora Eliana Calmon, que é ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e já foi desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia.
Mais ainda, bastou o CNJ começar a apurar e punir magistrados, caso por exemplo do ministro Paulo Medina, ex-presidente da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), para surgir a reação corporativa.
Na hipótese de vingar no Supremo Tribunal Federal (STF) a ação direta de inconstitucionalidade (Adin) serão anulados uma dezena de procedimentos disciplinares que afastaram magistrados, alguns até por venda de sentenças a narcotraficantes.
Não bastasse isto, a pena máxima para magistrados é a de apenas aposentadoria compulsória, com vencimentos proporcionais ao tempo de serviço.
Diante disto, pergunta-se então: um empregado dispensado por justa causa tem direito a aposentadoria com salários proporcionais até o fim da vida ?
Neste espaço já comentamos as duas liminares concedidas, respectivamente, pelos ministros Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowiski.
O STF, neste ano, tirou de pauta de julgamento a Adin proposta pela AMB.
O motivo alegado foi a falta de clima dada a reação popular a favor das investigações de juízes pelo CNJ.
Essa decisão foi do plenário do STF, ou seja, de todos os ministros em função jurisdicional.
Apesar disso, e sem urgência a justificar, Mello e Lewandowski resolveram deliberar pelos demais e suspenderam as apurações.
Em especial no Tribunal de Justiça de São Paulo, onde ainda não se sabe se Lewandowski, autor da liminar, recebeu verbas que lhe eram devidas mas com pagamentos realizados de forma incorreta, privilegiada.
Em outras palavras, Lewandowski estava impedido ao conceder a liminar, pois era claro o conflito de interesses.
Embora insista em dizer que não, agiu em causa própria.
A sociedade civil, com apoio nos princípios constitucionais da transparência e na isenção dos magistrados como órgãos do Poder Judiciário, apoia as correções e as medidas determinadas pela corregedora Calmon. E as associações de magistrados tentam desacreditá-la perante a opinião pública, o que representa fato lamentável.
Uma guerra de blindagem que espalha inverdades a respeito da corregedora Calmon, que não determinou quebra de sigilos mas, simplesmente, verificações nas folhas de pagamento e conferências em face de informações enviadas pelo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf).
O Coaf, frise-se, é órgão de inteligência financeira responsável por detectar, no território nacional, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e movimentações suspeitas de brasileiros e estrangeiros.
Para macular a imagem da corregedora Calmon, a AMB, a Associação de Juízes Federais (Ajufe) e a Associação Nacional de Magistrados Trabalhistas (Anamatra) postularam, junto à Procuradoria-Geral da República (Ministério Público Federal) e ao próprio CNJ, apurações contra Calmon e sobre eventuais condutas arbitrárias a vitimar juízes e servidores da Justiça.
Enquanto isso, e infelizmente, os ministros Cezar Peluso, presidente do STF, e Ricardo Lewandowski lembram que, como ministros do STF, não estão sujeitos a nenhum poder correcional (Eles são Deuses).
É que o STF entende estar acima do CNJ e, assim, só sujeito a impeachment: e sobre isto um pedido neste sentido formulado contra o ministro Gilmar Mendes, com graves acusações de diversos desvios funcionais, foi liminarmente arquivado por José Sarney, presidente do Senado (só podia ser).

Pano Rápido

A quem interessa a blindagem de juízes?
E deve ser lembrado que o CNJ nasceu em razão de as corregedorias dos tribunais, estaduais e federais, punirem raramente os seus juízes e jamais sancionarem os seus desembargadores: acordos espúrios eram feitos como, por exemplo, trocar instauração de processo disciplinar por pedido voluntário de aposentadoria.
Para rematar, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado, onde pontificam Renan Calheiros e Romero Jucá, entendeu, diante de emenda constitucional para acabar com polêmicas e estabelecer o poder correcional do CNJ, em adiar a votação, no aguardo de melhor oportunidade.
Em síntese, mais uma atuação criticável e logo depois de Peluso e o STF acolherem o pedido de volta de Jader Barbalho ao Senado da República (que piada).



Fonte: http://maierovitch.blog.terra.com.br/2011/12/23/resistencia-de-magistrados-causa-descredito-junto-a-populacao/

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

CHEMTRAILS: Chuva e neve contaminadas inserem mercúrio na cadeia alimentar



Postado em Biodiversidade em 19/12/2011 às 17h30
por Redação EcoD

capa.jpg


A Terra está sendo bombardeada de altas doses de mercúrio através da chuva e neve contaminada (contaminada através dos Chemtrails), informou um estudo publicado neste domingo, 18 de dezembro, na revista científica Nature. 
De acordo com a publicação, a contaminação pode ser facilmente absorvida pela terra e entrar na cadeia alimentar em qualquer parte do mundo.
Segundo reportagem do jornal britânico The Guardian, o metal tóxico é liberado através do vapor da queima de combustíveis e incorporado aos gases atmosféricos. 
“Milhares de toneladas de vapor de mercúrio são bombeados para o ar a cada ano”, informa a publicação.
As descobertas dos cientistas informam ainda que após ser oxidado, o mercúrio pode voltar à Terra através das chuvas ou da neve. 
De acordo com o The Guardian, as bactérias transformam o mercúrio oxidado em metil-mercúrio, que facilmente entra na cadeia alimentar após ser absorvido pelas plantas.

Contaminação globalizada
Segundo o doutor Seth Lyman, que liderou a pesquisa na Universidade de Washington, grande parte do mercúrio lançado na atmosfera é depositada longe de suas fontes originais. 
"O mercúrio emitido do outro lado do globo pode ser depositado ali na nossa porta dos fundos, dependendo de onde e como ele é transportado, quimicamente transformado e depositado", disse ao The Guardian.
Assim, o mercúrio liberado na queima do carvão na Ásia, por exemplo, pode circular o planeta antes de ser oxidado e enviado de volta à superfície da Terra. 
Algumas áreas do planeta, como o sudoeste dos EUA, possuem condições atmosféricas ideais para receber a substância, dizem os especialistas.
Para chegar às conclusões, a equipe de cientistas do Dr. Lyman analisou dados atmosféricos coletados durante vôos na América do Norte e na Europa (experiências feitas através dos chemtrails) em outubro e novembro do ano passado, que detectavam a presença de mercúrio oxidado no ar.
Os resultados mostraram que o mercúrio elementar é transformado em mercúrio oxidado na atmosfera superior. 
Como o processo de oxidação ocorre não ficou claro. 
Mas os cientistas descobriram que, uma vez que o fenômeno ocorre, o mercúrio pode retornar para a Terra através da chuva ou movimentação atmosférica.




Fonte:http://www.ecodesenvolvimento.org.br/posts/2011/dezembro/chuva-e-neve-contaminadas-inserem-mercurio-na
Publicado em: http://existenciaconsciente.blogspot.com/2011/12/chuva-e-neve-contaminadas-inserem.html 

domingo, 18 de dezembro de 2011

O Governo Oculto já começa a mostrar sua cara com aprovação de Lei Marcial nos EUA. (LEIAM, É MUITO IMPORTANTE)



Este relatório vem da Sorcha Fall, para alguns uma instituição suspeita, mas deixemos as suspeitas de lado, pois nada mais suspeito que o fato de uma lei autoritária e ultrajante estar sendo implantada nos EUA, onde pessoas passam a ficar sob tutela de forças militares, podendo ser detidas sem uma acusação formal e podendo ser deixadas incomunicáveis se elas forem suspeitas de qualquer coisa.
Para mim, o governo oculto é que manda e desmanda nos EUA, não só nos EUA, mas manda há tempos em todas as nações do globo (inclusive no Brasil).
Se não abrirmos bem os olhos, e este despertar tem que ser o mais rápido possível, não teremos mais saída. 
Sei que não será fácil com este projeto de engenharia social em curso (já que lavagem cerebral é outra estória e se dá mediante intimidação, onde o cidadão aceita enfim obedecer aos ditames do sistema), mas de qualquer forma se baixarmos a cabeça nós estaremos presos de uma vez por todas a um espectro da NOM (Nova Ordem Mundial).
Leiam o artigo:

Artigo: Relatório Especial da Irmã Ciara
 

Raramente na história da humanidade se pode testemunhar uma época de eventos e tomada de decisões que mudaram para sempre a face do mundo, mas na semana passada foi um deles, quando os Estados Unidos da América votou para derrubar de vez seus valores de direitos e pela primeira vez desde sua fundação, dar poder absoluto a suas forças militares para prender por tempo indeterminado os seus cidadãos, sem acusação ou julgamento.
Adicionando insulto e injúria neste ataque mais chocante sobre a liberdade, a nova lei passa pelos americanos exatamente 220 ​​anos após a sua Carta de Direitos, que foi colocada em vigor em 15 dezembro de 1791, pelo Primeiro Congresso dos Estados Unidos. 
Quase todos os oficiais americanos de topo, com conhecimento e experiência, já falaram contra esta nova lei ditatorial, incluindo o Procurador-Geral, o Secretário de Defesa, o Chefe do FBI, a Secretária de Estado e os líderes das Agências de Inteligência dos EUA, incluindo John Brennan, o oficial conselheiro de contraterrorismo do presidente Obama, que advertiu:
"Somos um país em que se leva muito a sério nosso compromisso com o Estado de Direito. 
Quando eu vou ao exterior e falo com outros governos, conversando com eles para certificar-me de que eles lidam com seus casos de forma adequada e não apenas jogam as pessoas em recintos de detenção militar, ou num tribunal militar, mantendo-os indefinidamente sem o devido processo legal, este é o detalhe que mais nos tem causado uma série de problemas e embaraços no exterior. 
E se insistirmos em ir por este caminho, estaremos enviando um sinal muito ruim para o mundo."  E ficará pior... muito pior!
Rapidamente e seguindo no encalço desta lei que da aos EUA o controle militar sobre os civis americanos temos outra lei aprovada, que tem sido descrita como uma tomada de poder orwelliano, que permitirá a seu Departamento de Justiça fechar qualquer site da Internet (e cortar todas as suas fontes de renda) do qual não gostar, até por uma simples questão de capricho, no que é descrito como o ataque mais arrepiante sobre a liberdade na história das nações.
Com estas duas novas leis sendo empurradas goela abaixo pelo Senado dos EUA e o Congresso nos últimos dias do ano mesmo com as objeções de quase todos os oficiais de alta patente, e com o presidente Obama recuando de suas objeções iniciais e tornando-as lei, fica-se com a pergunta...  
"Quem está realmente governando os Estados Unidos?” E de que maneira?"
Para responder a essa pergunta vamos ouvir alguns dos mais importantes líderes do século passado:
Winston Churchill declarou ao London Press de Londres em 1922: 
"Desde os dias de Sparticus Wieshophf, Karl Marx, Trotski, Belacoon, Luxenberg Rosa, e Ema Goldman, essa conspiração mundial só tem vindo a crescer.  
Essa conspiração que teve um papel definitivo e reconhecível na tragédia da Revolução Francesa tem sido a mola mestra de todos os movimentos subversivos durante o século 19.
E agora, finalmente, esta banda de personalidades extraordinárias do submundo das grandes cidades da Europa e América têm dominado o povo russo tomando-o pelos cabelos de sua cabeça e se tornaram os mestres indiscutíveis desse império enorme."  
Pouco antes de morrer disse ainda:  
"Desde que entrei para a política, eu tenho meus pontos de vista, principalmente dos homens que confidenciaram a mim em particular.  
Alguns dos maiores homens dos EUA, no campo do comércio e da industria, estão com medo de alguém, tem medo de alguma coisa.  
Eles sabem que há um poder em algum lugar tão organizado, tão sutil, tão atento, tão interligado, tão completo, tão disseminado, que era  melhor não falar mais alto que a respiração quando falarem em condenação a ele."
O industrial norte-americano Henry Ford disse em 1936:  
"É bom o suficiente que as pessoas de todas as  nações não entendam o nosso sistema bancário e monetário, porque se eles o fizessem, eu acredito que haveria uma revolução antes de amanhã de manhã."
O embaixador Joseph Kennedy, pai do presidente John F. Kennedy, também, afirmou em 1936:  
"Cinqüenta homens estão a executar a América, e isso é um preço muito alto."
Felix Frankfurter, da Suprema Corte de Justiça dos EUA afirmou ainda:  
"Os verdadeiros governantes em Washington são invisíveis e exercem o poder por trás dos bastidores."
O Presidente Franklin D. Roosevelt, em uma carta datada de 21 de novembro de 1933, disse:
"A verdade da questão, como você e eu sabemos, é que o elemento financeiro nos grandes centros possuiu o governo dos EUA nas mãos desde os dias de Andrew Jackson."
Em 1967, Curtis Dall, filho do presidente Franklin Roosevelt, escreveu em seu livro FDR - My Exploited Pai-In-Law
"Por muito tempo eu senti que FDR tinha desenvolvido muitos pensamentos e idéias que eram suas para beneficiar este país, os Estados Unidos. 
Na verdade a maioria de seus pensamentos foram cuidadosamente fabricados para ele previamente pelo Grupo de Relações, do Conselho de Relações Exteriores, com dinheiro de todo mundo.  
As Nações Unidas não é outra coisa senão uma instância internacional de um aparato bancário claramente configurado para o lucro financeiro e econômico por um pequeno grupo de poderosos globalistas revolucionários, com fome de lucro e poder.  
Os líderes globalistas-governamentais e seus banqueiros sempre próximos já adquiriram o controle total da máquina de dinheiro e de crédito dos EUA, através da criação do Banco da Reserva Federal o FED, de propriedade privada."
Para entender completamente o que esses grandes homens estavam dizendo sobre este assunto, que você tem que entender que esses "monstros" que atualmente mandam na América e em todo o mundo ocidental, são os inimigos de todos os seres humanos, que no único caso documentado de Jesus Cristo, sempre "ir balísticos", foram expulsos por Ele do Templo em Jerusalém, depois que Ele usando um chicote virou as suas mesas de trocar dinheiro, gritando para eles, "Minha casa é chamada casa de oração, mas vós fizeram-lhe um covil de ladrões!"
Thomas Jefferson ainda alertou sobre esses "ladrões" e afirmou:  
"Acredito que as instituições bancárias são mais perigosas para as nossas liberdades do que exércitos permanentes. 
Se o povo americano alguma vez permitir que bancos privados controlem a emissão da sua moeda, primeiro pela inflação, depois pela deflação, os bancos e corporações que crescerão em volta irão privar o povo de toda a propriedade até  que os seus filhos acordem sem-teto no continente que  seus pais conquistaram."
Em 1912 o povo americano tinha efetivamente sofrido uma lavagem cerebral suficiente para permitir que os avisos sobre esses "ladrões" fossem esquecidos, permitindo assim, que os banksters assumissem o controle total sobre seu país, levando congressistas americanos, como Louis Thomas McFadden e a Charles Lindbergh Sr. a indicar claramente que "as forças legislativas e executivas" dos Estados Unidos haviam sido "usurpadas" (assumidas) por um "governo invisível", que consiste da internacional "banquista" e "industriais" que agem em conjunto para "escravizar o mundo para os seus próprios prazeres."
Desde que este "governo oculto" tomou os Estados Unidos, em quase um século nosso mundo já passou por duas guerras mundiais, muitas guerras regionais, duas grandes depressões (incluída a em curso) e a dor de tanta miséria e morte, capazes de chocar até mesmo os mais duros sentimentos.... e agora só vai piorar!
E a razão da piora é que as massas do povo norte-americano permanecem em um estado de inconsciência prolongada, incluindo a falta de respostas a estímulos, a partir do qual é impossível despertá-los... em outras palavras, eles estão em um coma!
Se você olhar para qualquer foto que mostra as massas subservientes americanas segurando os sapatos nas mãos enquanto esperam para ser sexualmente molestadas pelas tropas de choque da polícia em seus aeroportos, seria difícil notar qualquer diferença entre eles e os judeus sendo levados para os carros de gado e enviados para a morte nos campos de concentração nazistas.... provando, mais uma vez, que a desumanização funciona tão bem agora como sempre foi.
O estadista corajoso irlandês e membro do Parlamento Britânico que apoiou a Revolução Americana Edmund Burke disse uma vez:  
"A única coisa necessária para o triunfo do mal é que  os homens bons não façam nada."  
E o mal teve muito tempo uma vez que estas palavras não foram proferidas hoje... e ignoradas não apenas por qualquer pessoa, mas por você também!
Toda vez que você não faz nada para ajudar a causa da liberdade e da justiça ajuda o inimigo cujo único objetivo é a sua escravização total e total destruição.
Toda vez que você deixar de espalhar a verdade do que realmente está acontecendo você se torna parte da máquina de propaganda do inimigo.
Toda vez que você deixar de apoiar aqueles que estão lutando na linha de frente e arriscando tudo para seu benefício você está dando ajuda e conforto ao inimigo.
Você pode pensar que tudo está perdido, mas você não poderia estar mais errado! 
Basta perguntar ao povo da Alemanha nazista, ou da Rússia comunista... esses "monstros" podem ser derrotados e têm sido muitas vezes antes.... 
Para ajuda-los eles só tem boas pessoas, como você!
Eu não vou dizer a você que vai ser fácil, nunca foi antes, e não vai ser agora. 
Mas, uma vez que voce e outros como você, comece a sair do seu coma e perceber que a menos que você se junte à luta, que ela poderá ser perdida, a maré vai crescer e finalmente transformar o mundo e seus filhos e netos terão a chance de existir e de crescer livres e um dia poderão se orgulhar de cada um de nós.
Para aqueles de vocês que têm seguido os nossos esforços por anos você sabe muito bem que o colapso catastrófico da economia global, os protestos crescentes e revoluções, e os crescentes sinais de uma Primeira Guerra Mundial Total foram todos previstos e voces foram avisados sobre isso nestas páginas, e cada aviso emitido foi sermpre acompanhado pelas mais severas propagandas e mentiras contra nós.
Não importa outra coisa senão a verdade? 
Se não é assim, então deixe que eles realmente afundem sua cabeça.


O que você acabou de ver é a verdade... tudo o resto que te disseram é uma mentira. 
POR FAVOR, PARE DE AJUDA-LOS!
Nossas necessidades hoje são esmagadoras e começaram a afetar seriamente a nossa capacidade de mantê-los informados sobre o que realmente está acontecendo para que você esteja totalmente preparado e sem a sua ajuda imediata, não podemos sobreviver.
Então, estamos pedindo que você hoje abra seus corações para nos ajudar, pois de alguma maneira VOCÊ PODE FAZER A DIFERENÇA!
E não pense que estamos pedindo muito, por favor lembre-se, quando as pessoas boas não ajudarem uns aos outros, o mal certamente irá ganhar. 
POR FAVOR, não deixe que isso aconteça.

Com Deus,

Irmã Ciara
Dublin, Irlanda
17 dezembro, 2011
 


Fonte: Whatdoesitmean.com 
Tradução: Bússola escolar e adaptação do texto- Daniel Lucas-UND 

Publicado em: http://2012umnovodespertar.blogspot.com/





POR QUE É PROVÁVEL QUE OBAMA SANCIONE A LEI MARCIAL?


O próprio Obama pediu para que a lei fosse alterada para incluir a prisão por tempo indeterminado e sem o devido processo legal de cidadãos americanos!

A LEI TAMBÉM AUTORIZA O PENTÁGONO A FAZER GUERRA NA INTERNET!!!

A Lei Nacional de Autorização de Defesa para o ano fiscal de 2012 tem todas as características de uma Lei Marcial e vai anular o Estado de Direito nos Estados Unidos.

Entenda por que Obama sancionará esta lei neste artigo: http://www.brasilindomavel.com.br/?p=1006


sábado, 17 de dezembro de 2011

Hackers podem criar vírus para invadir a mente humana?


Evolução acelerada da biologia sintética faz especialistas se questionarem sobre a possibilidade.



O desenvolvimento da biologia sintética está acontecendo de maneira mais acelerada do que a tecnologia dos computadores.
Essa disparidade evolutiva está fazendo com que os pesquisadores se questionem sobre a possibilidade de hackers desenvolverem vírus para invadir a mente humana.
De acordo com Andrew Hessel, cientista da Singularity University, pertencente à NASA, esse desenvolvimento poderia levar a um mundo em que hackers se transformariam em engenheiros de vírus ou bactérias e poderiam controlar as ações da mente.
“Essa é uma das tecnologias mais poderosas do mundo da biologia sintética”, explica Hessel.
“Eu defendo que células são computadores vivos e o DNA é a sua linguagem de programação”, completa.
Assim como no futuro será possível codificar o DNA e, com isso, identificar e prevenir doenças, vírus e bactérias podem ser injetados diretamente no cérebro para influenciar ou mesmo controlar pessoas.
Um vírus letal injetado em um hospedeiro disfarçado de vacina, por exemplo, pode ser usado para controlar um determinado comportamento.
Para o especialista em segurança Marc Goodman, a biologia sintética vai levar a novas formas de bioterrorismo e biocrime, da mesma maneira que a evolução da informática deu início a vários problemas na década de 80.
“Na época ninguém se preocupou, mas ele cresceu de forma exponencial”, completa.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/ciencia/16689-hackers-podem-criar-virus-para-invadir-a-mente-humana-.htm#ixzz1gkj9ZLWd



NOTA: Estas meias verdades lançadas pelos nossos manipuladores, como balões de ensaio através da mídia, visam apenas banalisar o assunto e levar a mente humana a se acostumar com a idéia de algo que na verdade ja existe.  


quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

ESCANDALO NO VATICANO: Igreja vende editora que publica obras pornográficas

Igreja Católica alemã põe à venda a sua editora… pornográfica!
E os padres, bispos, cardeais e o Papa condenam o USO de preservativo [...]
Leia-se e informe-se acessando os links abaixo:

A editora é a Weltbild e é 100% propriedade da Igreja Católica alemã e a sua grande fonte de lucro são publicações “eróticas”…
Depois de, no mês passado, a informação ter sido revelada, rebentou um enorme escândalo e, em consequência, surgiu esta decisão de vender a galinha dos ovos porno, numa tentativa de estancar o escândalo e impedir que ele venha a atingir o ex-cardeal alemão Ratzinger, o atual Papa.

http://bananapeople.wordpress.com/2011/11/28/igreja-catolica-poe-a-...

http://inteligenciaeconomica.com.pt/?p=10281

http://liberal.sapo.cv/noticia.asp?idEdicao=64&id=34479&idS...

http://questoesnacionais.blogspot.com/2011/12/todos-temos-um-lado-o...


por Graça Magalhães-Ruether

Berlim - A Editora Weltbild, que pertence à igreja católica alemã, constatou que "sexo vende".
Mas depois que até o papa Bento XVI ficou chocado com títulos como “Zur Sünde verführt” (seduzido para o pecado), a Igreja do seu país recebeu a ordem de desfazer-se da editora - depois da Amazon, a que mais vende livros pela internet.
Com a venda da “Weltbild”, a igreja católica alemã, uma das mais ricas do mundo, desfaz-se também do seu negócio mais lucrativo, pois a editora tem também grandes participações na cadeia de livrarias Hugendubel, que têm filiais em toda a Alemanha.
Antigamente, a Weltbild dedicava-se principalmente à edição de obras com background religioso, literatura ou livros de arte.
Nos últimos anos, porém, começou a procurar lucros também com a literatura pornográfica.
Segundo foi constatado no encontro da Conferência dos Bispos da Alemanha, ontem, em Würzburg, 2.500 títulos comercializados atualmente pela Weltbild são pornográficos.
A igreja exigiu a retirada imediata de circulação desses títulos, para evitar que o seu nome fosse associado ao  “erotismo”.
“Nós não podemos ganhar dinheiro durante a semana com algo que combatemos nas pregações de domingo”, afirmou o cardeal Reinhard Marx.
A editora Weltbild, que tem 6.400 empregados, foi fundada em 1948 com a publicação de uma revista católica.
A partir dos anos 70, teve um forte crescimento ao começar a publicar títulos que nada tinha a ver com a religião.  
Hoje a Weltbild é uma das maiores editoras do país com um volume anual de negócios de 1,6 bilhões de euros.


Fonte: O Globo Blogs, 22/11/2011
Publicado em: http://portaldosanjos.ning.com/group/jornalcelestial/forum/

MENSAGEM DO POVO TUPI-GUARANI (ao pajé Awa Djedjokó)

O pajé Samuel Bento Awa Djedjokó morreu após um AVC e foi enterrado em Bertioga, onde vivia
O pajé Samuel Bento Awa Djedjokó morreu após um AVC e foi enterrado em Bertioga, onde vivia

por Felipe Milanez / Terra Magazine
De Bertioga (SP)


Após a noite intensa de um longo ritual fúnebre, foi enterrado na segunda-feira, 12 de dezembro, no ancestral cemitério indígena próximo ao belo rio Silveira, na terra indígena Ribeirão Silveira, em Bertioga, no litoral paulista, o corpo do cacique e pajé Samuel Bento Awa Djedjokó, importante líder politico do povo Tupi-guarani.
Nascido em 9 de janeiro de 1937, o líder político e espiritual morreu na noite de 9 para 10 de dezembro, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC). 
Durante o funeral, que reuniu diversas lideranças guarani e tupi do Estado de São Paulo, Carlos Fernandes Guarani, ou Papá Mirim Poty, como é chamado por seu povo, um dos filhos de Dejdjokó, fez o seguinte depoimento, no qual transmite a beleza e a lucidez da visão de mundo que aprendeu com seu pai:

"Meu pai muitas coisas me falou em termos de organização. 
E quando ele fazia o batismo das crianças da aldeia, todo dia 9 de janeiro, sempre que ele acabava de fazer o ritual, dizia assim: vai se preparando que um dia eu não vou continuar fazendo isso.
Quando esse dia chegar, quero que vocês tenham muita força e alegria.
Porque o mundo hoje está muito difícil de suportar. 
As muitas doenças que existem hoje, eu não sei de onde vêm essas doenças. 
E além das doenças, temos os políticos, que não querem saber da existência dos nativos. 
Os políticos não entendem o nosso modo de viver. 
O nosso modo de ser é viver em harmonia com todos os seres humanos.
Ele dizia assim: nós não sabemos negociar terra, porque sabemos que a terra é de um dono só. Esse dono só deu para todo mundo viver e desfrutar dela, sem destruir. 
O dono, que é o pai da natureza, do mundo, nosso pai criador, ele deixou um paraíso para todos nós, seres humanos, para que cuidassemos do nosso paraíso. 
E isso não era para ser vendido, não era para ser negociado. 
Também não é para ser tirado de quem deseja viver. 
Então, todas essas coisas, ele me passou...
Nós não temos esse pensamento que temos que vender a terra ou brigar pela terra. 
Isso a gente não tem. 
Então, meu pai foi embora. 
Agora não está mais entre nós. 
Não está mais comigo. 
Não vamos ter mais ele para orientar, para rezar, toda noite. 
Não vou ouvir mais ele cantar para Ñanderu. 
Mas vai estar sempre no meu coração. 
Por isso que o ser humano tem que pensar: para que ser político e pisar em cima das pessoas que precisam da terra? 
Para que manipular as plantas para ganhar em cima das pessoas que precisam ser curadas?
Nós não queremos isso.
Vou deixar um canto que toda vez que ele fazia o batismo para dar o nome para nossos filhos e netos, ele cantava essa música. 
Não é bem uma música, é o nosso jeito, nosso sentimento e não tem uma tradução em português. 
Não sei me expressar. 
Ele dizia que não tem um nome para isso, mas, se quiser dar um nome, dizia assim: 
A EXPRESSÃO DO CORAÇÃO DO SAGRADO".

E Papa cantou a linda música e após cantar, continuou:

"Força! Viva Tupi-Guarani!
Assim a gente vai sobrevivendo. 
Não importa o que acontecer. 
Nós estamos aqui sempre e forte. 
Nós acreditamos que um dia de felicidade, sem dor, virá. 
E nós, seres humanos, estamos aqui para presenciar todas as coisas que vierem. 
E mesmo assim nós temos que ter força e coragem para poder encarar o nosso mundo. 
Então, povo, você que é do povo, vamos lutar! 
Pelo mesmo ideal. 
Pela mesma liberdade. 
Pelos nossos direitos. 
Nos respeitem, e assim nós respeitamos vocês.
Nós demos todo o mundo. 
Oferecemos o melhor. 
Quando os portugueses chegaram, a gente teve hospitalidade, oferecemos hospitalidade. 
Maior carinho. 
É isso que a gente queria. 
Queremos o respeito. 
E assim, respeitaremos vocês. 
Em nome do Awa Djedjokó, que é meu pai e não esta mais aqui entre nós.
Meu pai, descanse em paz. 
Hoje você está no outro mundo. 
No mundo que Ñanderu preparou para você. 
Com certeza vai dar força para nos todos, e vai estar sempre junto da gente, lutando com os mesmos ideais. 
Embora haja dor e sofrimento a luta continua! 
E seguiremos caminhando, sonhando e acreditando que é possível mudar!!!
Assim é nossa Filosofia!
Assim é nosso modo de ser!
Assim aprendi com meu pai, grande Awá Djedjokó!
E assim seguirei rezando, cantando e me comunicando com Tupã e os seres sagrados da floresta, em busca de equilíbrio com todas as formas de vida, com todos os irmãos e irmãs dessa Terra, independente de sua raça, cor, pensamento...
Assim foi ensinado por Ñanderu e Ñandexy desde os princípios...
E assim me ensinou meu Pai!
E a ti agradeço e sigo suas pegadas...
"


Papa, emocionado, despediu-se de seu pai e foi se refazer com sua esposa, Cristine Takuá, e seu filho, Mirim Dju.
Lua cheia, silêncio na aldeia, apenas o som dos cantos e do violino entoando se destacam do zumbido da mata.
Djedjokó estava a passeio em Santa Catarina junto de sua esposa Doralice Kunhã Tatá, onde mora parte de sua família, mas vivia no litoral paulista, na terra indígena Ribeirão Silveira, em Bertioga.
Djedjokó sofria de diabetes e pressão alta e chegou a ir ao hospital da cidade de Barras do Sul-Araquari, em Santa Catarina, Aldeia da Conquista, onde foi medicado.
Voltando para a aldeia onde estava hospedado, ele não resistiu ao tratamento e faleceu durante a madrugada. Seu corpo foi então transladado para a terra onde vivia, no litoral de São Paulo.
Por décadas, ele foi uma das principais lideranças indígenas do povo tupi-guarani em São Paulo, lutando pela demarcação de terras no litoral paulista.
Ele reivindicava a identidade do povo indígena tupi-guarani, e convivia, na terra indígena, com a etnia guarani mbya, a qual pertence sua esposa.
Em Bertioga, a grande disputa territorial se deu contra a família dona da rede de supermercados Peralta, que queria transformar a área onde os índios viviam em um condomínio.
Recentemente, após pressão liderada por Djedjokó, houve a ampliação do território, que havia sido demarcado na década de 1980 sob pressão e com medidas judiciais para proteger os direitos indígenas, mesmo sem contar com a ajuda da Funai, que na época dizia não haver índios no litoral do estado de São Paulo. 
Hoje, a área tem cerca de 8.500 hectares e abarca parte do parque estadual da Serra do Mar.
Nascido em 9 de janeiro de 1937, o líder político e espiritual também sempre celebrava nessa mesma data uma tradicional cerimônia de batismo, momento em que as crianças nascidas ao longo do ano ganhavam o nome pela visão do pajé.
Ano passado, acompanhamos um outro ritual, o "batismo da erva-mate", regido por Djedjokó.


Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/interna/

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

DAVID ICKE - EXPLICANDO OS SIMBOLOS DA NOVA ORDEM MUNDIAL

Querem saber mais sobre cada simbolo usado pela nova ordem mundial???

Se voce viu os 6 videos chamados "A DIVULGACAO DO OCULTISMO ATRAVES DA MIDIA" e nao entendeu nada ou ainda tem duvidas do que foi dito e mostrado!

Estes 12 videos são então as respostas para muitas de suas
duvidas! Este video é excelente! alguns de voces talvez ja tenham visto a parte 2 dele
com o titulo "david icke falando sobre os chakras".

Querem saber mais sobre cada simbolo usado pela nova ordem mundial???
Estes 12 videos vao te mostrar o caminho e vc vai se surpreender!!!!

NOTA: É O MELHOR VIDEO QUE JA VI E EXPLICA OS SIMBOLOS,
COMO O SOL NEGRO, QUE VOCE JA TEVE TER VISTO (MAS TALVEZ NÃO TENHA DADO A DEVIDA ATENÇÃO), EM ALGUNS BANCOS FORA DO BRASIL E OUTROS PREDIOS ONDE HÁ "GENTE PODEROSA".