Arquivo Geral de Publicações do Blog

Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

Barra de Vídeos - Tema Selecionados

Loading...

terça-feira, 30 de julho de 2013

Atenção: 98 MILHÕES de americanos foram CONTAMINADOS com vírus causador do CÂNCER através da vacina contra poliomielite


 
Será o plano de redução populacional em ação?
E este número de pessoas são apenas nos Estados Unidos... E no mundo?

 

sexta-feira, 26 de julho de 2013

 
O CDC rapidamente removeu uma página de seu site, que agora está em cache aqui , admitindo-se que mais de 98 milhões de americanos receberam uma ou mais doses da vacina contra a poliomielite dentro de um período de 8 anos, quando a proporção da vacina estava contaminada com um câncer causando polyomavirus chamado SV40. Estimou-se que 10-30000000 americanos poderiam ter recebido uma dose contaminada SV40 da vacina.

V40 é uma abreviatura de Vírus Símio 40 vacuolar ou vírus símio 40 , um poliomavírus , que é encontrada em ambos os macacos e seres humanos. Como outros poliomavírus, SV40 é um vírus de DNA que tem sido encontrado para provocar tumores e cancro.
 

 Acredita-se que o SV40 para suprimir as propriedades de transcrição dos genes supressores de tumor em seres humanos através da SV40 grande antigénio T e T pequeno de SV40-antigénio . genes mutados podem contribuir para a proliferação celular descontrolada, que conduz ao cancro. Michele Carbone, Professor de Patologia Adjunto na Universidade de Loyola, em Chicago, foi recentemente fragmentos isolados do vírus SV-40 em cânceres ósseos humanos e de uma forma letal de câncer de pulmão chamado mesotelioma. Ele encontrou SV-40 em 33% dos cânceres ósseos osteossarcoma estudados, 40% de outros cânceres ósseos, e em 60% dos cânceres de pulmão mesotelioma, escreve Geraldo Fuentes.
Dr. Michele Carbone reconheceu abertamente HIV / AIDS foi espalhado pela vacina contra a hepatite B produzido pela Merck & Co. durante o início dos anos 1970. Foi a primeira vez desde que as transmissões iniciais ocorreu em 1972-1974, que um dos principais especialistas no campo da produção de vacinas e testes admitiu abertamente a responsabilidade Merck & Co. para a AIDS .  
A matéria-de-fato divulgação ocorreu durante as discussões de vacinas contra a poliomielite contaminados com vírus SV40 que causou câncer em quase todas as espécies infectadas por injeção. 

Muitas autoridades já admitem muito, possivelmente a maioria, dos casos de câncer do mundo veio do Salk e vacinas Sabin, e hepatite B, produzida em macacos e chimpanzés.
Diz-se que o mesotelioma é um resultado da exposição ao amianto, mas a pesquisa revelou que 50% dos mesoteliomas actuais serem tratados não ocorre devido ao amianto, mas sim o vírus SV-40 contido na vacinação contra a poliomielite. Além disso, de acordo com pesquisadores do Instituto de Histologia e Embriologia Geral da Universidade de Ferrara, SV-40 transformou-se em uma variedade de outros tumores. Até o final de 1996, dezenas de cientistas relataram a descoberta de SV40 em uma variedade de cânceres ósseos e uma ampla gama de cânceres cerebrais, que havia subido 30 por cento ao longo dos últimos 20 anos.
O vírus SV-40 está agora a ser detectada em tumores removidos de pessoas não inoculados com a vacina contaminada, levando à conclusão de que alguns indivíduos infectados pela vacina pode ser espalhando SV40.
Logo após a sua descoberta, SV40 foi identificado na forma oral da vacina contra a poliomielite produzido entre 1955 e 1961 produzido pela American Home Products (dba Lederle).
Tanto o oral, o vírus vivo e vírus inativo injetável foram afetados. Constatou-se mais tarde que a técnica utilizada para inactivar o vírus da poliomielite na vacina injectável, por meio de formaldeído, não matou fiável SV40.
Apenas dois anos atrás, o governo dos EUA finalmente adicionado formaldeído a uma lista de agentes cancerígenos conhecidos e e admitiu que o estireno químico pode causar câncer. No entanto, a substância ainda se encontra em quase toda a vacina. acordo com o Australian National Research Council, menos de 20%, talvez mais do que 10% da população em geral pode ser susceptível de formaldeído e podem reagir de forma aguda, a qualquer nível de exposição. Mais perigoso do que a maioria dos produtos químicos em 5 de 12 sistemas de classificação, em pelo menos oito listas reguladoras federais, é classificado como um dos compostos mais perigosos pior (10%) para os ecossistemas ea saúde humana (Fundo de Defesa do Meio Ambiente). No organismo, o formaldeído pode causar proteínas para se ligar irreversivelmente ao DNA. Os animais de laboratório expostos a doses de formaldeído inalado durante suas vidas se desenvolveram mais cancros do nariz e garganta do que as de costume.
 
Fatos listados no site do CDC sobre SV40
 
-SV40 é um vírus encontrado em algumas espécies de macaco. -SV40 foi descoberto em 1960. Logo depois, o vírus foi encontrado em polio vacina. -Vírus SV40 foi encontrada em certos tipos de cancro nos seres humanos.
 
Fatos adicionais
 
-Na década de 1950, células de rim de macaco rhesus, que contêm SV40, se o animal está infectado, foram utilizados na preparação de polio vacinas. -Não foram contaminados todas as doses de IPV. Estimou-se que as pessoas realmente 10-30000000 recebeu uma vacina que contém o SV40. -Algumas evidências sugerem que o recebimento de SV40 contaminado poliomielite vacina pode aumentar o risco de câncer.
 
Uma maior perspectiva da pulverização aérea e SV40
 
A Defensoria Ciências do Programa de Contramedidas de patógenos, em 23 de setembro de 1998 financiado pela Universidade de investigador principal do Michigan, Dr. James Baker, Jr. Dr. Baker, diretor do Instituto Michigan de Nanotecnologia para Medicina e Ciências Biológicas em várias bolsas da DARPA. Dr. Baker desenvolvido e focado na prevenção de patógenos entrem no corpo humano, que é um dos principais objetivos no desenvolvimento de medidas de combate à guerra biológica. Este projecto de investigação procura desenvolver um material compósito, que servirá como uma barreira para evitar agente patogénico e um agente terapêutico após a exposição a ser aplicada de forma tópica na pele e membranas mucosas. O compósito é modelado a partir do sistema imune na medida em que envolve formas redundantes, não específicos e específicos de defesa do patógeno e inactivação. Este material compósito é agora utilizada em muitas vacinas nasais e de controlo do vector através da utilização de hidro-gel, geles e materiais do actuador nanosilicon em vacinas.
Através da pesquisa do Dr. Baker, da Universidade de Michigan, ele desenvolveu polímeros dendríticas e sua aplicação à ciência médica e biológica. Ele co-desenvolveu um novo sistema de vetores de transferência de genes utilizando polímeros sintéticos. Estes estudos produziram resultados surpreendentes e têm o potencial para modificar a base da terapia de transferência de genes. Dendrímeros são nanométricas polímeros solúveis em água que podem conjugar-se a péptidos ou arbohydrates para actuar como moléculas de engodo para inibir a ligação de toxinas e os vírus às células. Eles podem também actuar como complexo e estabilizar o material genético, por períodos prolongados de tempo, tal como em um "tempo de libertação ou transferência de genes atrasados". Através de terreno do Dr. Baker quebrar pesquisa muitos fabricantes de produtos farmacêuticos e biológicos de pesticidas pode usar esses princípios em vacinas de DNA aplicações específicas que incorporam o vírus do macaco Simian SV40.
 
WEST NILE VÍRUS SPRAYING
 
Em 2006, Michael Greenwood escreveu um artigo para a Escola Yale de Saúde Pública, intitulado "A pulverização aérea efetivamente reduz a incidência de vírus do Nilo Ocidental (WNV) em seres humanos." O artigo afirma que a incidência de casos humanos do vírus do Nilo Ocidental pode ser significativamente reduzido através pulverização aérea em larga escala que tem como alvo os mosquitos adultos, de acordo com pesquisa realizada pela Escola Yale de Saúde Pública e do Departamento de Saúde Pública da Califórnia.
Sob o mandato de pulverização aérea para vetores específicos que representam uma ameaça para a saúde humana, vacinas aéreos conhecidos como Enhancements vacina de DNA e vacina recombinante contra o WNV pode ser testada ou usada para "proteger" as pessoas de exposições infecção vetoriais.

Melhoramentos de vacinas de DNA especificamente utilizar vírus de Epstein-Barr, vírus do capsídeo com múltiplos activadores de complemento humano de classe II para neutralizar anticorpos. As vacinas recombinantes contra WNV uso de beta-globulina de coelho ou o poli (A) do sinal do vírus SV40.  

Nos estudos iniciais de vacinas de DNA, verificou-se que os estudos de resultado negativo iria para a categoria de futuros projetos de pesquisa de desenvolvimento em terapia gênica. Durante os estudos de poli (A) do SV40 de sinalização para as vacinas contra WNV, observou-se que o WNV irá permanecer latente nos indivíduos que foram expostos a varicela, assim, após a exposição a vacinas aéreo WNV o potencial para a libertação de vírus da varíola de galinha seria causar um risco maior de ter telhas início do adulto.
 
CALIFORNIA pulverização aérea para WNV e SV40
 
Em fevereiro de 2009 até a presente data, a pulverização aérea para o WNV ocorreu nas principais cidades do Estado da Califórnia. Durante a pulverização de Anaheim, CA um caucasiano do sexo feminino (50 anos) foi exposto a forte pulverização, enquanto faz seu exercício diário de caminhar vários quilômetros. Atividade helicóptero pesado ocorreu por vários dias nesta área. Após a pulverização, ela experimentou desmaio, náuseas, dores musculares leves e aumento da dor lombar. Ela foi avaliada por mecanismos toxicológicos que foram associados com a exposição a pesticidas, devido à pulverização aérea, utilizando testes de monitoramento biológico avançado. Os resultados do teste que incluiu a proteína utilizando o teste de banda de proteina de resposta acoplada (PCR) foram positivos para o KD-45. KD-45 é a banda de proteína para SV-40 Simian vírus do macaco verde. Foram realizados testes adicionais para o vírus Epstein-Barr e vírus capsídeo Cytomeglia que são usados na bio-engenharia para sistemas de entrega de genes por meio de proteínas do envelope virai e da tecnologia de proteínas de envelope de adenovírus. O indivíduo foi positivo para ambos; indicando uma exposição altamente provável que um sistema de entrega de vacinação com ADN através da inalação nasal.
A questão do século é como muitos outros vírus e toxinas estão dentro de vacinas dias atuais que só vamos descobrir daqui a algumas décadas?
Dave Mihalovic é um médico naturopata, que é especializada em pesquisa de vacinas, prevenção do câncer e uma abordagem natural para o tratamento.
 

Fonte: http://www.naturalnews.com/041345_CDC_polio_vaccine_SV40.html#ixzz2... e http://worldtruth.tv/cdc-admits-98-million-americans-received-polio...



 

 * * * * * * * * *

Erradicação da poliomielite

por Drauzio Varella


A vacina Sabin contra a poliomielite foi um marco na história da humanidade.
Existem duas vacinas contra a poliomielite: a vacina Salk, que emprega vírus mortos administrados por via injetável, e a Sabin, preparada com vírus vivos atenuados, passíveis de administração oral.
Introduzida em 1962, a vacina Sabin mostrou-se mais eficaz nas campanhas de vacinação em massa pela comodidade da via oral e pelo fato de o vírus atenuado nela contido ser excretado nas fezes, podendo conferir imunidade aos não-vacinados que entrem em contato com ele nas regiões de saneamento precário.
Um programa regional de erradicação da poliomielite foi iniciado nas Américas em 1985, com base na criação dos dias nacionais de vacinação para crianças com menos de cinco anos e na supervisão médica de todos os casos de paralisia aguda em menores de 15 anos, com a finalidade de detectar novos surtos.
Como consequência, o último diagnóstico de pólio no Brasil foi feito em 1990, e o último caso endêmico ocorreu no Peru, em 1991. Oficialmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a poliomielite erradicada das Américas em 1994 e da Europa em 1999.
Esses resultados motivaram a OMS a lançar, em 1988, um programa de erradicação global, com o objetivo de pôr um fim à doença até o ano 2000.
A pretensão era razoável: se em 1977 havíamos varrido a varíola da face da Terra, por que não conseguiríamos o mesmo com uma doença para a qual existe vacina e que é transmitida de homem para homem sem a intermediação de hospedeiros intermediários, que tantas vezes funcionam como reservatórios naturais impossíveis de eliminar?
O tempo se encarregou de deixar claro que a varíola foi mais fácil de eliminar. Primeiro, porque seus portadores são facilmente identificáveis a partir das lesões que surgem na pele, enquanto a maioria das infecções pelo vírus da pólio são inaparentes: apenas um em cada cem a 200 infectados desenvolve a forma paralítica da doença, mas todos eliminam o vírus nas fezes. Segundo, porque enquanto uma única dose da vacina contra a varíola confere imunidade em 95% a 98% das vacinações, a da paralisia infantil exige três, quatro e, às vezes, seis doses de reforço para a imunização.
Além disso, em 1977, quando ocorreu o último caso de varíola, a população mundial era de 4 bilhões, contra os 6,2 bilhões atuais, aumento ocorrido quase exclusivamente em países que dispõem de poucos recursos para investir em saúde.
Quando o programa da OMS de erradicação da pólio foi iniciado em 1988, havia 350 mil casos de paralisia infantil no mundo.
Em 2005, esse número havia diminuído para 2.000, queda impressionante, mas aquém do objetivo inicial.
Problemas sociais e políticos explicam por que os US$ 4 bilhões investidos não foram suficientes para acabar com a doença em regiões conflagradas, como Somália, Congo, Angola e a fronteira entre Afeganistão e Paquistão. O caso da Nigéria é didático. Em 2003, grupos que se opõem à vacinação de crianças (que por incrível que pareça ainda existem) lançaram boatos de que a vacina estaria contaminada pelo vírus da Aids ou misturada com hormônios destinados a esterilizar meninas muçulmanas, e conseguiram suspender a vacinação em vários Estados no norte do país. Resultado: um ano mais tarde, o número de casos havia chegado a 800, o dobro do ano anterior, e o vírus invadiu países vizinhos como Iêmen e Somália.
Ao lado dessas dificuldades, há evidências de que o vírus da pólio possa se espalhar por vários anos sem ser detectado.
Em 2005, pesquisadores demonstraram a presença silenciosa do vírus durante cinco anos no Sudão, enquanto a OMS considerava o país como área livre da doença. A poliomielite ainda persistirá por muitos anos?
Isao Arita, pesquisador que participou com distinção das campanhas contra a varíola, considera mais realista admitirmos que a estratégia de erradicação deve ser substituída pela de “controle efetivo”. Segundo ele, a prioridade é manter as medidas de emergência atuais para limitar a disseminação do vírus na África, Oriente Próximo, Índia e Indonésia.
Ficaremos livres de vacinar nossos filhos contra a poliomielite, como aconteceu com a vacinação anti-variólica? Tão cedo, não. Mesmo depois de surgir o último caso, será difícil garantir que o vírus tenha de fato desaparecido. Um retorno dele num mundo de crianças não-imunizadas provocaria uma tragédia.


Extraído de: http://drauziovarella.com.br/drauzio/erradicacao-da-poliomielite/

 

 * * * * * * * * *

GRANDES Surpresas dentro de VACINAS



por Greg Mathews, JD, activistpost 
05 de março de 2012 


Como uma caixa de cereal infantil, as vacinas, que também têm as crianças como alvo, têm SURPRESAS dentro. 
Infelizmente, essas SURPRESAS não são divertidas como as que vêm dentro das caixas de cereais.  
“O Meu dever é  falar, pois não quero ser cúmplice’’. (Émile Zola)





A Surpresa da presença de vírus do CÂNCER em Vacinas:


Em seu livro, Dr. Mary’s Monkey , o autor Edward Haslam documenta e traça conexões entre o desenvolvimento de  vacinas e as indústrias de armas biológicas. Em 1955, o Dr. Jonas Salk desenvolveu uma vacina contra a poliomielite, que na época, foi o evento mais esperado divulgado na história da medicina. No entanto, o Dr. Bernice Eddy testou a vacina em dezoito macacos e todos eles ficaram paralisados.
Eddy tentou avisar a todos para que parassem a distribuição das vacinas, mas outros médicos de destaque, como o Dr. Alton Ochsner assegurou ao público que a vacina era segura. A vacina foi liberada para o público em geral e foi utilizada, e um tempo depois, de dias apenas, muitas crianças vacinadas estavam mortas ou aleijadas de pólio por causa da vacina. O público ficou indignado.
Haslam observa que, em 1955, o Dr. Bernice Eddy e a Dra. Sarah Stewart “descobriram o vírus Polioma, que produz vários tipos de câncer em uma variedade de animais de pequeno porte. A existência do Polioma provou que alguns tipos de câncer podem realmente ser  causados por vírus”.  O Dr. Eddy viria a descobrir que a segunda geração de vacina contra a poliomielite, desenvolvida por Albert Sabin, e que foi vendida ao público como segura, mas que estava contaminada com vírus de câncer (SV40).
Na verdade, uma geração inteira DE SERES HUMANOS  havia sido injetada com vírus causadores de câncer de macaco, porque a vacina foi desenvolvida se utilizando de rins de macaco. Mais uma vez, o Dr. Eddy soprou o apito e tentou alertar o público, mas o Instituto Nacional de Saúde dos EUA o esmagou profissionalmente. Em 1960, os médicos Benjamin Sweet e Maurice Hilleman , os cientistas da gigante farmacêutica MERCK que descobriram e nomearam o vírus de câncer de macacos SV40, publicaram suas descobertas:
“Os vírus são vulgarmente conduzidos por macacos portadores e podem aparecer como contaminantes em culturas de células dos seus tecidos, especialmente os rins. . . A descoberta deste novo vírus, o agente vacuolar, representa a detecção pela primeira vez de um vírus “não detectável” até à data, de culturas renais de macacos e levanta a questão importante da existência de outros vírus semelhantes. . . . Conforme demonstrado no presente relatório, todos os 3 tipos de vacina Sabin com poliovírus vivo, já aplicadas EM MILHÕES de pessoas de todas as idades, em todo o planeta, estavam contaminadas com esse vírus vacuolar. 






Aqui  uma (siga o linkentrevista com Dr. Hilleman discutindo vacinas contaminadas com vírus de câncer pode ser vista online. Nas páginas 211-218 do livro Dr. Mary’s Monkey demonstram que as taxas de linfoma (câncer) de pele, (câncer na) próstata e câncer de mama coincidentemente dispararam nos quarenta anos após o período em que as vacinas contra a poliomielite contaminadas com vírus de macaco SV40 foram ministradas ao público. A Fundação do Câncer SV40 fornece serviços de pesquisa e informações adicionais.

Surpresa do VÍRUS DE PÓLIO VIVO em Vacinas contra poliomelite:
 

Mesmo os relatórios das principais empresas de comunicação (mainstream media) publicou quealguns casos de pólio são “causados pela própria vacina usada para combatê-lo”.  Em julho de 2009 “, a Organização Mundial de Saúde emitiu um alerta advertindo que este vírus de propagação vacinal poderia se estender para além da África. (n.t. Um grande laboratório de cobaias humanas para as grandes empresas farmacêuticas)
Até o momento, 124 crianças nigerianas ficaram com paralisia naquele ano. Cerca de duas vezes, ou o dobro do que os que sofreram paralisia em 2008 “. Na verdade, foi relatado que vacinas contra a poliomielite são agora a principal causa da contaminação pela paralisia de pólio.  
Como o assassinato de um médico, um laboratório secreto em Nova Orleans e Vírus causadores de Câncer em macacos estão conectados com Lee H. Oswald, o assassinato do Presidente John F. Kennedy e novas e emergentes epidemias globais de Vírus pelo planeta.


A Surpresa da presença do mortal VÍRUS H5N1 da gripe aviária vivos em Vacinas:


]Durante março de 2009, várias fontes, incluindo o Times of India informou que vacinas contaminadas com o mortal vírus vivo da gripe aviária H5N1  foram distribuídos para 18 países em dezembro de 2008 por um laboratório de uma subsidiária austríaca da BAXTER.
Foi somente pela Providência Divina que o lote foi testados em furões (cobaias) na República Tcheca, antes de ser enviado para ser injetado em seres humanos. TODOS os  furões morreram e a chocante descoberta foi feita. e os jornais tchecos imediatamente questionaram se os eventos faziam parte de uma conspiração para deliberadamente provocar uma pandemia, no seguimento de acusações já feitas por autoridades de saúde em outros países.





O laboratório BAXTER afirmou que os lotes com vírus VIVOS de H5N1 foram enviadas por acidente. No entanto, uma vez que a probabilidade de mistura de uma arma biológica de vírus vivo com material de vacina por acidente é praticamente impossível , isso não deixa outra explicação de que ESSA CONTAMINAÇÃO “POR ACIDENTE” foi uma tentativa deliberada para LIBERAR e armar o vírus H5N1 ao seu extremo mais potente, e distribuí-lo através de vacinas convencionais contra a gripe para a população em geral que, então, infectaria outras pessoas a um grau devastador assim que a doença se propagasse pelo ar. O fato de que a BAXTER misturou o vírus mortal H5N1 com uma mistura de vírus da gripe sazonal H3N2 que é uma arma mortal fumegante. O vírus H5N1 em seu próprio modus operandi matou centenas de pessoas, mas é menos difundido pela via aérea e mais restrito no modo como pode se espalhar/disseminar.
No entanto, quando combinado com o vírus da gripe sazonal (que como todos sabem são super aéreos em sua propagação e são facilmente disseminados na atmosfera) o efeito resultante dessa combinação é uma potente e SUPER  ARMA  BIOLÓGICA, de propagação aérea DE SUPER VÍRUS MORTAL. Claro, que mais tarde foi provado que a pandemia de gripe suína foi uma fraude; uma bandeira falsa para aterrorizar o público para aceitar as ordens de Autoridades de saúde da OMS-Organização Mundial da Saúde (da ONU) com fortes conexões com as grandes indústrias farmacêuticas. O evento foi provavelmente um teste de implantação da agenda de vacinações globais forçadas, sob o pretexto de emergência civil (pandemia), que realmente resultariam em despovoamento, lesões e aumento dos lucros para a Big Pharma e da elite que a controla (visando o controle do restante da população mundial que for exterminada).


Surpresa de morte e ferimentos das vacinas:


A vacina GARDASIL:  A evidência ligando a reações adversas e morte estava disponível muito antes de os legisladores começaram a empurrar essa vacina em crianças pré-púberes. Quarenta e nove meninas morreram, enquanto milhares de outras foram hospitalizadas depois de receber a vacina Gardasil. No entanto, o estado da Califórnia, nos EUA,  aprova uma lei que permite a crianças a partir dos 12 anos a receberem a vacina do HPV sem o consentimento dos pais, assim, removendo completamente os pais da decisão importante sobre se deve ou não receber a vacina/morte ligada ao vírus HPV.
A gigante farmacêutica MERCK obtém enormes lucros na medida em que agora tanto os meninos  bem como as meninas são seus alvos. Da mesma forma, a Companhia Laboratories GLAXOSMITHKLINE na Argentina foi multado em $ 400.000 pesos pelo juiz Marcelo Aguinsky na sequência de um relatório emitido pela Administração Nacional de Alimentos, Medicina e Tecnologia (ANMAT em espanhol) da Argentina  por irregularidades durante os ensaios e testes de laboratório de vacinas realizadas entre 2007 e 2008 que supostamente mataram 14 bebês.


Gardesil e Mortes - rDNA

As imagens das meninas na montagem acima foi retirado do site da SANE Vax, que registra todos os casos de mortes ligadas à vacinas. Todas as meninas que aparecem nessas fotos tomaram a vacina Gardasil logo antes de morrer e suas histórias podem ser encontradas nesta página.


Surpresa de Thimerosal (mercúrio) em Vacinas:


Os efeitos tóxicos do mercúrio , também conhecida em vacinas com o timerosal, foram confirmados por muitos investigadores. A grande maioria das vacinas contra a gripe administrados nos EUA ainda contem timerosal, como vêm sendo usado partir de frascos multi-doses que requerem um conservante a fim de evitar a contaminação. O Mercúrio em qualquer forma é venenoso para o ser humano.

A Surpresa do Autismo Relacionado com as Vacinas


As taxas de autismo explodiram nos últimos vinte anos.Os casos de autismo dentro dos EUA já aumentaram mais de 2.700 por cento desde 1991, que foi quando as vacinas para crianças dobraram, e o número de imunizações aumentou. Apenas uma em cada 2.500 crianças eram diagnosticadas com autismo antes de 1991, enquanto que agora uma em 90 crianças têm a doença, aumentando de a partir de uma em 150 crianças há apenas seis anos atrás, em 2005.
As agências governamentais estão envolvidos em uma sistemática operação de grande encobrimento desses resultados para evitar que o público venha a descobrir o link/conexão entre o grande aumento da incidência do autismo e as vacinas. O establishment dos médicos também está se fazendo de bobo na medida em que ele se beneficia com a recomendação de mais e mais vacinas. Para ser claro, existem abundantes evidências que demonstram que as vacinas são perigosas e coincidem com o surgimento de maiores taxas de contaminação pelo autismo.

Surpresa do alumínio em vacinas


O ingrediente thimerosal nas vacinas quando foi trocado, em muitos casos foi substituído por alumínio, outra substância que ataca diretamente o cérebro. O hidróxido de alumínio utilizado em muitas vacinas, incluindo a hepatite A e B (B é dado a recém-nascidos logo após o nascimento, a menos que os pais a recusem), e o cocktail Pentacel para difteria, tosse convulsiva, tétano, poliomielite e meningite, tem estado claramente relacionados com sintomas associados com Mal de Parkinson, ALS (doença de Lou Gehrig), e doença de Alzheimer.





A Surpresa do ESQUALENO em Vacinas 


O Esqualeno também é adicionado à muitas vacinas, que é comprovadamente para gerar respostas imunitárias constantes ao longo de períodos mais longos de tempo. Um estudo de 2000 publicado no American Journal of Pathology demonstrou que uma única injeção do adjuvante Esqualeno em ratos desencadeou ” inflamação articular-específica imunomediada crônica”, também conhecida como artrite reumatóide. Os Veteranos da Guerra do Golfo com Síndrome da Guerra do Golfo (GWS) receberam vacinas contra antraz que continham Esqualeno. O ESQUALENO MF59 (o adjuvante Esqualeno da NOVARTIS) foi um ingrediente não aprovado em vacinas experimentais contra o antraz  e desde então ele tem sido associado às devastadores doenças auto-imunes que atingiram incontáveis veteranos da Guerra do Golfo.

Surpresa! As empresas farmacêuticas NÃO SÃO responsáveis por lesões que sejam causadas pelas suas Vacinas:
Em uma decisão por 6-2, a Suprema Corte dos EUA votou para proteger as empresas farmacêuticas de responsabilidade quando suas vacinas causarem lesões debilitantes e morte. A maioria do alto tribunal considera que as vacinas são “inevitavelmente inseguras” e estava preocupado com os fabricantes de medicamentos de serem processados e obrigados a indenizar as vítimas das suas mortais vacinas. Em vez de optar por protegerem as crianças e toda a população, a Suprema Corte escolheu salvaguardar os interesses financeiros da indústria multibilionária de vacinas. Em um ato fantástico e típico de um governo fascista, o Congresso revogou direitos ao povo americano  ”de recorrerem ao devido processo legal, passando a Lei  Vaccine Injury Programa de Compensação”.


A Lei de vacina se tornou efetiva em 01 de outubro de 1988. Estabelece o programa de vacinação como um regime de compensação sem culpa para que as pessoas que supostamente sofram ferimentos, contaminação ou morte, como resultado da administração de certas vacinas infantis obrigatórias poder representar ação ao governo federal por danos monetários … Todos os pedidos de vacinas são geridos e julgadas pelo Congresso – foi criado o Escritório de Mestrado especiais , que atualmente consiste de um mestre-chefe especial e sete associados mestres especiais que são nomeados para exercerem mandatos de quatro anos.





Mais Surpresa! As vacinas são utilizadas para Despovoamento e eugenia


As vacinas fazem parte da agenda de despovoamento do planeta da elite global (que querem implantar a NWO-Nova Ordem Mundial) . Nos países do Terceiro Mundo como a Tailândia, as mulheres descrevem como elas abortaram logo após tomarem vacinas quando estavam grávidas de oito meses. As vacinas foram fornecidas pelas universidades e as Nações Unidas.
Quando Bill Gates, fundador da Fundação Bill e Melinda Gates, que fornece vacinas para países do Terceiro Mundo, promoveu a ideia da diminuição da população do mundo e favorecendo o “painel da morte”, ele chocou muitas pessoas. “O mundo tem hoje 7 bilhões de pessoas”, disse Gates, “e em breve está indo para ter até cerca de 9 bilhões (em 2050). Agora, se fizermos um trabalho muito grande de novas vacinas, cuidados de saúde, serviços de saúde reprodutiva,  poderíamos reduzir isso para talvez 10% ou 15% .”
Em janeiro de 2010, no Fórum Econômico Mundial de Davos, Gates anunciou que sua fundação daria US$ 10 bilhões  durante a próxima década para desenvolver e entregar novas vacinas para crianças no mundo nos países em desenvolvimento. O foco principal da Fundação Gates é a vacinação, especialmente em países da África e outros países subdesenvolvidos. A Fundação Bill e Melinda Gates é um membro fundador da Aliança GAVI (Aliança Global para Vacinas e Imunização) em parceria com o Banco Mundial, a Organização Mundial de Saúde e os laboratórios da indústria de vacinas. O objetivo da GAVI é vacinar todas as crianças recém-nascidas no mundo em países em desenvolvimento“.
Como isso poderia ser uma coisa ruim? Soa como um trabalho filantrópico muito nobre, não é mesmo? Infelizmente, a indústria de vacinas tem sido repetidamente flagrada forçando o uso perigoso de vacinas (inseguras, não testadas ou comprovadamente prejudiciais (e mortais) à saúde humana) usadas sobre as populações do Terceiro Mundo - vacinas que não podem ser utilizadas no Ocidente, EUA e Europa.
Algumas organizações têm sugerido que o verdadeiro objetivo das vacinas é fazer com que as pessoas mais debilitadas e doentes e até mesmo as mais suscetíveis à doença tenham morte prematura.
A Organização Mundial de Saúde, um dos parceiros da GAVI, em parceria com o Banco Mundial e Fundo de População das Nações Unidas na década de 1970 sob o regulamento “Força-Tarefa sobre Vacinas para a fertilidade.” A Força-Tarefa HCG {n.t. HCG: é o hormônio gonadotrofina coriônica humana (HCG - human chorionic gonadotropin) que é produzido durante a gravidez. É produzido por células que formam a placenta, que alimenta o óvulo depois deste ter sido fertilizado e torna-se fixado à parede uterina.} atua como um órgão global de coordenação da vacina anti-fertilidade R & D nos diversos grupos de trabalho e apoia a investigação sobre as diferentes abordagens, como as vacinas anti-espermatozóides e anti-óvulos e vacinas destinadas a neutralizar as funções biológicas de hCG. A Força-Tarefa conseguiu desenvolver um protótipo de uma vacina anti-hCG.


Deve-se notar que o pai de Bill Gates atuou no conselho da Planned Parenthood (planejamento familiar) dos EUA. A Fundação Bill e Melinda Gates Foundation desde que a Internacional Planned Parenthood Federation (IPPF) doou US$ 8,8 milhões em 2000. Da mesma forma, a Planned Parenthood recebe apoio financeiro do governo federal, de muitos bilionários, empresas e fundações, incluindo a família dos Rockefeller, as fundações Ford e Carnegie e o investidor bilionário da fundação Warren Buffet.  A Planned Parenthood realizou 332,278 abortos nos Estados Unidos em 2009. Isso é tão numeroso como a população de 333,012 pessoas que viviam na cidade de Cincinnati, Ohio, em 2009, de acordo com os EUA Census Bureau (isso é assassinato em massa).
Fundação Rockefeller e a Organização Mundial de Saúde têm trabalhado juntas para desenvolverem vacinas de “anti-fertilidade” desde os anos 1960. Esses ”nobres filantropos“ elitistas não escorregam em nada para “vacinar” os seus filhos, não é mesmo?  O Conselheiro para Ciência e Tecnologia do presidente Obama,  John P. Holdren é o co-autor de um livro de 1977 em que ele defendia a formação de um “regime planetário” que usaria um “polícia global” para impor medidas totalitárias de controle populacional, incluindo abortos forçados e programas de esterilização  em massa da população.
Na China, o estado (ateu) modelo ideal da elite global esta completo com a política do filho único, 13 milhões de fetos abortados são forçados a morrer a cada ano (isso é assassinato praticado em MASSA), os abortos são muitas vezes forçados por injeção letal . De acordo com estatísticas oficiais da própria China, pelo menos, 35.000 abortos são realizados todos os dias, ou cerca de um a cada 2,5 segundos. Felizmente, apesar da censura na divulgação de informações e/ou na mídia, mesmo o cidadão chinês já rejeitam as vacinas .
Clique aqui para verificar mais uma prova da ligação entre as vacinações, o controle de natalidade, aumento da incidência de câncer e outras doenças. 
  
Uma boa e grata surpresa: as vacinas não são necessárias.  

Quarenta e nove estados nos EUA têm isenções de vacinas por causa de suas crenças filosóficas e / ou re...(desculpe West Virginia, você precisa de uma isenção médica). Mas o mais importante, você e seus filhos têm o direito natural de não serem injetados à força, contra a sua vontade com qualquer coisa. Seu corpo é sua pessoa e sua propriedade, que não pertence às empresas farmacêuticas ou aos governos / Tribunais que eles controlam. Portanto, você também tem proteção para não ser preso e ser forçado à  vacinação com toxinas legalmente determinadas pelas e sob as Alterações IV e XIV da Constituição Federal (nos EUA).  Surpresa por compartilhar esta informação com eles. aqui o guia autorizado de isenções legais de Vacinas.






Você pode apoiar este artigo e espalhar a palavra votando no Reddithttp://www.reddit.com/r/conspiracy/comments/qjbje/11_big_surprises_...
PARA SABER PORQUE OS MÉDICOS NÃO VACINAM SEUS PRÓPRIOS FILHOS, LEIA AQUI: 
http://www.immunitionltd.com/ebook/vaccination.htm?hop=activists



Fonte: http://www.activistpost.com/2012/03/11-big-surprises-inside-vaccine... 



segunda-feira, 29 de julho de 2013

DENÚNCIA: REDE GLOBO se beneficia do CONTRABANDO DE NIÓBIO do Brasil




Investigações do Ministério Público Estadual e da Receita Federal apuram a destinação dos valores desviados pela venda subfaturada de Nióbio.

Possível transferência de recursos obtidos na operação pela Companhia Mineradora do Pirocloro de Araxá, sociedade celebrada sem autorização legislativa ou licitação entre CODEMIG e CBMM, empresa do Grupo Moreira Sales para a Rede Globo de Televisão.

Um canal de televisão que desde seu surgimento esteve no centro das grandes jogadas políticas estaduais e nacionais, através de acordos pouco ortodoxos, volta à cena sob suspeita de carrear recursos provenientes da venda subfaturada de Nióbio, para financiar a expansão da Rede Globo em Minas Gerais, a serviço de um projeto político.






A principal suspeita de irregularidade encontrada é o fato do dirigente da Rede Integração,
Antônio Leonardo Lemos Oliveira, sem se afastar da emissora, assumir a vice presidência da CODEMIG, empresa pertencente ao governo de Minas encarregada de administrar o patrimônio minerário do Estado, por consequência a extração, beneficiamento e venda do Nióbio.

A venda e exploração do Nióbio de Araxá já é objeto de investigação pelo Ministério Público mineiro. Porém, um relatório da Receita Federal visando apurar a evasão de divisas existente na venda subfaturada do mineral joga luz sobre a possível transferência de recursos obtidos na operação pela Companhia Mineradora do Pirocloro de Araxá, sociedade celebrada sem autorização legislativa ou licitação entre CODEMIG e CBMM, empresa do Grupo Moreira Sales para a Rede Globo de Televisão.

Em 1962, através da outorga assinada pelo primeiro-ministro Tancredo Neves, foi entregue a TV Triangulo ao empresário Edson Garcia Nunes. Tudo por articulação política de Adib Chueire, e em 1964, um mês após o golpe militar, foi ao ar a emissora. O primeiro contato de retransmissão foi com a TV Excelsior e a seguir com a Record. No início da década de 70, a difícil situação da TV Record e o fim da TV Excelsior comprometeram o funcionamento da TV Triângulo.


 

As ações de Edson Garcia Nunes, suas opções a respeito da televisão e o próprio nome da emissora já o colocavam como um defensor da criação do Estado do Triângulo. Segundo o seu depoimento, essa opção tomara novo fôlego em 1967, quando ele passa a participar mais ativamente do movimento de emancipação do Estado do Triângulo.

A TV Triângulo passa a divulgar o movimento, a bandeira do estado é afixada nos caminhões da emissora, faixas e inscrições defendendo a causa.

A principal peça da campanha emancipacionista era: “Essa gente sabe muito bem cuidar do seu nariz. Estado do Triângulo. Vamos respirar livremente. O crescimento desse movimento começava a incomodar o Governo Militar ,e em 1968, segundo informações do próprio Edson Garcia Nunes, ele é convocado para uma “conversa” com o Chefe de Gabinete do então presidente Costa e Silva.

Nessa conversa ficou claro que, se Edson Garcia Nunes não se afastasse do movimento separatista, perderia a concessão do canal. Movimento que deixou de ser significativo quando o uberlandense Rondon Pacheco assume o governo do Estado de Minas Gerais. Segundo Golberi, a TV Triangulo simulava a vontade de divisão do Estado de Minas Gerais para justificar a escolha de Rondon Pacheco pelo regime militar.

Segundo o livro depoimento de Edson Garcia Nunes, em 1965, a TV Triangulo passava por uma séria crise financeira e o político paulista Ademar de Barros o convida para uma visita ao seu gabinete em São Paulo, e lá faz uma proposta para a compra da emissora. Aceitando, chegou a receber uma ordem de crédito equivalente à metade do valor da venda como uma primeira parcela do pagamento. Antes da segunda parcela, que seria paga após seis meses, Adhemar de Barros tem os seus direitos políticos cassados e desiste da compra.

Os problemas financeiros se repetiram em 1968 quando Rondon Pacheco ocupava a Chefia da Casa Civil do presidente militar Costa e Silva. Os novos proprietários da TV Excelsior, já então uma pequena Rede, com quatro emissoras (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre), envolvem-se em uma delicada negociação de venda da rede que envolveu o próprio Garcia Nunes, atuando como “testa de ferro” de Antônio Delfim Netto, que tinha aspirações políticas de ser Governador do Estado de São Paulo.

A negociata incluía, entre outras coisas, que um processo envolvendo a falsificação dos selos de uma empresa de cigarros, de propriedade dos mesmos empresários que comandavam a Excelsior, fosse “desaparecido”. Em troca, os empresários passariam dois terços das ações das emissoras para os novos proprietários sem nada receber. Os novos donos teriam como compromisso apenas o pagamento das dívidas de Impostos Federais, encargos sociais e salários dos funcionários.

Enquanto as conversações corriam e auditorias eram realizadas, ficou comprovado que o valor das dívidas era maior do que o esperado, e foi feito um novo acordo que, segundo Edson Garcia Nunes, incluiu o “esquecimento” dos impostos federais. Nesse meio tempo também, os proprietários das quatro emissoras receberam uma boa oferta pela TV Gaúcha e realizaram o negócio acreditando que o interesse do grupo comprador ao qual estava ligado Edson Garcia Nunes resumia-se à emissora de São Paulo.

Ele, no entanto, se sentiu traído, pois tinha um interesse particular na emissora gaúcha e o negócio se desfez. Ainda interessado em expandir seus negócios, entrou em contato com Otávio Frias, de quem comprou a TV Vila Rica, de Belo Horizonte, assumindo as dívidas da empresa. A emissora foi logo vendida para Januário Carneiro, que posteriormente a transferiu para à Rede Bandeirantes de Televisão.

Em 31 de agosto de 1971 a TV Triângulo é vendida para os empresários Tubal de Siqueira e Silva, Rubens de Freitas e seu irmão Renato de Freitas e Rubens Leite, iniciando a retransmissão da programação da Rede Globo. A emissora foi a terceira afiliada da Rede. Como o próprio Edson Garcia Nunes afirma em seu livro de memórias, desde sua fundação a TV Triângulo esteve umbilicalmente ligada a “Jogadas Políticas e econômicas” pouco ortodoxas.







Como se a seguir seu destino, os investimentos para expansão da Rede Globo no interior de Minas Gerais, através da TV Triangulo, atual Rede Integração, assustam.

Após 2002, como que em um passe de mágica, a Rede Integração é propagada como de propriedade exclusiva do empresário Tubal de Siqueira Silva. Segundo o relatório da Receita Federal, os investimentos posteriores já ultrapassaram R$ 1 Bilhão, sem que qualquer faturamento significativo de publicidade tenha ocorrido no período.

Todo capital foi obtido através de empréstimos tomados de Bancos ligados ao Grupo Moreira Sales. Em 2007, a Rede Integração adquiriu parte da TV Panorama, afiliada da Globo de Juiz de Fora/MG, expandindo a empresa também para a Zona da Mata, controlando assim 4 das 8 retransmissoras da TV Globo em Minas Gerais e se tornando a maior empresa de comunicação do interior mineiro. Cinco anos mais tarde, a Rede Integração assumiu a totalidade da TV Panorama que com isso, passou a se chamar TV Integração Juiz de Fora.

Segundo o superintendente da emissora, Rogério Nery, a compra da participação é um marco importante. “Vamos levar efetivamente a marca da TV Integração para a Zona da Mata, com respeito aos costumes e à cultura da região, que é muito importante para o Estado e para o país”. Dessa maneira, a TV Integração, que atua no Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Noroeste, Pontal e Centro-Oeste, agora passa a abranger a Zona da Mata. Ao todo, são 233 municípios que recebem a sinal da emissora e mais de 5,5 milhões de telespectadores.

Ao todo, hoje são 259 cidades e 5.376,579 milhões de habitantes atingidas pelo sinal da Rede Integração que além de TV, opera 3 emissoras de rádio (95,1 FM, Globo Cultura Am 1020 e Regional FM), um portal de Internet (Megaminas.com), uma operadora de TV a Cabo (Net Patos de Minas), uma empresa com soluções para web (Webroom) - com filiais em Uberlândia, Brasília e Goiânia - e uma produtora de vídeo (Imaginare Filmes).

Emissoras de TV

TV Integração Araxá (Araxá) - Canal 12
TV Integração Ituiutaba (Ituiutaba) - Canal 7 e 30 UHF Digital
TV Integração Uberlândia (Uberlândia) - Canal 8 VHF e 30 UHF Digital
TV Integração Juiz de Fora (Juiz de Fora) - Canal 5

Principais Cidades

Uberlândia - 611.903 habitantes IBGE/2011
Juiz de Fora - 520.810 habitantes IBGE/2011
Uberaba - 299.360 habitantes IBGE/2011
Divinópolis - 215.246 habitantes IBGE/2011
Patos de Minas - 139.848 habitantes IBGE/2011
Barbacena - 127.217 habitantes IBGE/2011
Araguari - 110.402 habitantes IBGE/2011
Ubá - 102.782 habitantes IBGE/2011
Muriaé - 101.430 habitantes IBGE/2011
Ituiutaba - 97.791 habitantes IBGE/2011
Araxá - 94.798 habitantes IBGE/2011
Itaúna - 86.123 habitantes IBGE/2011
Paracatu - 85.447 habitantes IBGE/2011
Pará de Minas - 85.075 habitantes IBGE/2011
São João del-Rei - 84.404 habitantes IBGE/2011
Patrocínio - 82.471 habitantes IBGE/2011
Viçosa - 72.244 habitantes IBGE/2011

Rádios

Cultura FM 95,1 - Uberlândia
Radio Bandeirantes de Araguari Ltda. - Araguari
Radio Cultura de Uberlândia Ltda. - Uberlândia
Radio Televisão de Uberlândia Ltda. Ituiutaba
Radio Televisão de Uberlândia Ltda. – Uberlândia
Retransmissoras de TV
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Monte Alegre de Minas. Canal 6
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Patos de Minas. Canal 10
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Conquista. Canal 14
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Ituiutaba. Canal 7
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Patrocínio. Canal 6
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Frutal. Canal 11
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Araporã. Canal 24
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Sacramento. Canal 2
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Carmo do Paranaíba. Canal 7
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Coromandel. Canal 11
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Santa Vitória. Canal 36
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Tupaciguara. Canal 5
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Monte Carmelo. Canal 9
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Guimarânia. Canal 13
Radio Televisão de Uberlândia Ltda.
Araxá. Canal 12

Consultado, o dirigente da Rede Integração e da CODEMIG, Antônio Leonardo Lemos Oliveira, não quis comentar o assunto. Igualmente, a Rede Integração, Rede Globo e CODEMIG também não se pronunciaram.

Documentos que fundamentam esta matéria

Área de Cobertura TV Integração Araxá
Área de Cobertura TV Integração Juiz de Fora
Área total de Cobertura da Rede Integração
Área total de Cobertura da Rede Globo MInas

Matéria Relacionada
“Jogo Final” fundamentou investigações sobre o nióbio de Araxá.

Enviado por Fernando Silveira


Via: http://www.novojornal.com/ e http://niobiomineriobrasileiro.blogspot.com.br/

Leia mais: http://www.libertar.in/2013/07/voce-sabia-niobio-contrabandeado.htm...
13/03/2013

 

* * * * * * * *

Nióbio faz dos Moreira Salles a família mais rica do Brasil

 

Após adquirir gradualmente a fatia da Molycorp, a família produz hoje 85 por cento do nióbio no mundo



Nióbio (metal)
Nióbio: hoje, o metal é usado em um décimo de toda a produção de aço mundial, em automóveis, oleodutos e turbinas de avião


por Cristiane Lucchesi e Alex Cuadros, da


São Paulo - Em 1965, o Almirante Arthur W. Radford, da Marinha americana, convenceu Walther Moreira Salles, banqueiro brasileiro que já havia sido embaixador nos EUA, a colocar dinheiro em um empreendimento para produção de nióbio.


Na época, não havia mercado nem uso comercial para o metal em pó -– somente estudos sugerindo que pequenas quantidades dele poderiam tornar o aço mais resistente e flexível.
Radford era membro do conselho da mineradora Molycorp Inc., que havia adquirido direitos sobre depósitos de nióbio em Minas Gerais e precisava de outro investidor para explorar a mina.

Moreira Salles decidiu comprar uma participação majoritária na operação e a aposta deu certo. Hoje, o metal é usado em um décimo de toda a produção de aço mundial, em automóveis, oleodutos e turbinas de avião. Após adquirir gradualmente a fatia da Molycorp, a família produz hoje 85 por cento do nióbio no mundo.

O domínio desse mercado ajudou a fazer dos herdeiros de Walther Moreira Salles a família mais rica do Brasil. Os seus quatro filhos -- Fernando, Pedro, João e Walter – têm uma fortuna combinada de US$ 27 bilhões, de acordo com o Índice Bloomberg de Bilionários. Os irmãos não aparecem hoje em nenhum outro ranking internacional de fortunas.

“Nós criamos o mercado todo”, disse em entrevista em seu escritório em São Paulo Tadeu Carneiro, presidente da Cia. Brasileira de Metalurgia & Mineração, a empresa de nióbio da família.

Sobre a mesa dele há um pedaço da liga lustrosa e pesada do metal produzida e vendida pela CBMM. “Hoje você vê como essa empresa é fantástica –- seu valor, os dividendos –-, mas nós começamos do zero, quando o nióbio era só um sonho de laboratório.”

A CBMM gera lucro anual superior a US$ 600 milhões, conforme os resultados financeiros divulgados publicamente. A companhia está avaliada em pelo menos US$ 13 bilhões, cálculo com base na venda de uma fatia de 30 por cento pela família a um grupo de siderúrgicas asiáticas por US$ 3,9 bilhões em 2011.

Estima-se que os irmãos dividem igualmente os 70 por cento restantes, segundo o ranking da Bloomberg.

A fortuna da família na operação de nióbio vale mais do que a participação deles de US$ 7,1 bilhões no Itaú Unibanco Holding SA, o maior banco da América Latina por valor de mercado, ao qual o nome da família é frequentemente associado.

Por meio da holding Cia. E. Johnston, cujo controle é dividido igualmente entre os quatro irmãos, eles possuem 33,5 por cento do veículo Itaú Unibanco Participações SA, que por sua vez controla 51 por cento das ações com direito a voto do Itaú, de acordo com documentos submetidos às comissões de valores mobiliários dos EUA e do Brasil.

Carteira de ativos

Os dividendos da CBMM são sem dúvida um bom negócio, frequentemente superando 50 por cento do lucro líquido anual, de acordo com resultados publicados pela empresa no Diário Oficial de Minas Gerais.

Com base numa análise desses pagamentos, do dinheiro distribuído pelo Itaú Unibanco, de impostos e do desempenho do mercado, a família Moreira Salles provavelmente é dona de uma carteira de ativos com potencial de investimento de quase US$ 11 bilhões, segundo o ranking.

Os irmãos Moreira Salles não quiseram fazer comentários sobre sua fortuna, de acordo com um porta-voz que pediu para não ter o nome publicado.

Juntos, eles são mais ricos do que os herdeiros do Grupo Votorantim, liderado por Antônio Ermírio de Moraes, que têm um patrimônio combinado de US$ 26 bilhões. A pessoa mais rica do Brasil continua sendo o investidor da Anheuser-Busch InBev NV, Jorge Paulo Lemann, com uma fortuna de US$ 20,6 bilhões.

A CBMM foi pioneira na tecnologia que faz com que o nióbio fortaleça o aço em escala industrial, disse Carneiro.

O presidente da empresa foi no passado um dos muitos estudantes que receberam bolsas de doutorado da companhia para explorar os usos do elemento, que foi descoberto no século 19. Após a formatura, os bolsistas iam trabalhar na CBMM, aplicando o que aprenderam.

Processo secreto

Atualmente, as técnicas da CBMM são guardadas a sete chaves, a ponto de as siderúrgicas asiáticas que compraram participação na empresa –- grupo que inclui a chinesa Baosteel Group Corp. e a japonesa Nippon Steel & Sumitomo Metal Corp. –- nunca terem recebido permissão para fazer avaliações técnicas.

“A CBMM não é uma mineradora, é uma empresa de tecnologia”, disse Carneiro. O metal não é raro, segundo ele. “Raro é o mercado.”

O processo é tão complexo e intensivo em capital que existem apenas quatro minas de nióbio em operação no mundo todo, apesar dos 300 depósitos conhecidos.

São necessários diversos estágios de refino para transformar uma terra granulada marrom com teor de nióbio de apenas 3 por cento numa liga de ferro com pureza de 66 por cento, que é o produto comprado pelas siderúrgicas globais.

A CBMM processa 750 toneladas por hora nas instalações em Araxá, a cerca de 360 km de Belo Horizonte.

Em média, são necessários somente 200 gramas de liga de nióbio para fortalecer uma tonelada de aço, permitindo que as siderúrgicas produzam automóveis mais leves e eficientes e pontes e edifícios mais robustos. O produto é responsável por 90 por cento da receita da CBMM.

"Partícula de Deus"

A companhia realiza um processo separado para produzir um pó branco concentrado de nióbio que é usado em lentes de câmeras e turbinas de avião.

O pó também está presente nos imãs supercondutores do maior acelerador de partículas do mundo -- o Grande Colisor de Hádrons, ou LHC, instalado nos arredores de Genebra – que físicos usaram para tentar observar a partícula teórica elementar conhecida como Bóson de Higgs, também chamada “Partícula de Deus”.

“Dá um trabalho louco vender nióbio”, disse Carneiro. Segundo ele, a CBMM passou mais de duas décadas tentando convencer a China, líder mundial na produção de aço, a comprar o metal. A aceitação veio finalmente em 2000. A China hoje compra um quarto da produção da CBMM.

Sem ações na bolsa

É a visão e o planejamento de longo prazo que explicam porque a empresa não tem planos de lançar ações na bolsa, uma operação que a colocaria sob a pressão dos investidores por resultados no curto prazo, disse Carneiro.

Outro motivo para não vender ações é que a CBMM não precisa de dinheiro, disse ele. Sua margem de lucro de 37 por cento faz dela uma das 10 mais lucrativas mineradoras com valor de mercado de pelo menos US$ 1 bilhão, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. A receita ficou em R$ 3,8 bilhões em 2012, afirmou Carneiro.

O mais velho dos irmãos Moreira Salles, Fernando, de 66 anos, é o presidente do conselho da empresa e está envolvido de perto na sua gestão, segundo Carneiro. Pedro, 53 anos, que sofre de distrofia muscular, preside o conselho do Itaú Unibanco e integra o conselho da CBMM.

As raízes da família no setor bancário remontam a 1924, quando João Moreira Salles, que tocava uma casa de secos e molhados em Minas Gerais, decidiu abrir a Casa Bancária Moreira Salles e passou a financiar a expansão de cafezais nas décadas de 1930 e 1940. 

Chanel No. 5 

Após a morte de João, seu filho Walther foi ampliando gradualmente a instituição financeira até transformá-la no gigante conhecido como Unibanco. O banco já era um dos maiores do Brasil em 2008, quando foi comprado pelo Itaú, controlado pelas famílias Villela e Setúbal.

Os dois outros filhos de Walther Moreira Salles fizeram carreira no mundo das artes, dando continuidade a outra tradição familiar. Walter Salles, 56 anos, dirigiu os filmes “Na Estrada”, com base no livro de Jack Kerouac, e “Diários de Motocicleta”, sobre a juventude de Che Guevara. João, 50, dirige documentários e é fundador e publisher da revista Piauí.

O pai deles era parte do jet set internacional de seu tempo. A primeira esposa, Helene Tourtois, mãe de Fernando, era filha do inventor do perfume Chanel No. 5. O mordomo argentino Santiago Badariotti, que participou da criação dos irmãos, tinha gosto por poesia, latim e piano, e acabou se tornando personagem de um dos documentários de João. 

Rockefeller, Jagger 

Em sua mansão no Rio de Janeiro, Walther recebia convidados como Henry Ford II, Nelson Rockefeller, Aristotle Onassis e Mick Jagger. Ao longo dos anos, Walther doou quadros de Picasso, Bellini e Raphael ao Museu de Arte de São Paulo. Mais tarde ele transformou sua casa na sede do Instituto Moreira Salles, fundado em 1992 para patrocinar a cultura no Brasil. João é hoje o chairman do instituto.

Durante todo o tempo, a atividade bancária foi o centro da vida de Walther Moreira Salles. Em entrevista publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo no ano passado, seu filho Pedro disse: “O banco era o seu quinto filho, um negócio que ele criou do zero.”
Extraído de: http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/niobio-faz-dos-moreira-...



* * * * * * * *

 
O NIÓBIO


Por Luiz Ricardo dos Santos

O elemento químico Nióbio é um metal de transição  localizado na família 5-B da tabela periódica, é branco prateado, ou ainda cinza azulado por motivo de reações químicas com gases presentes no ar. Duro e resistente ao calor e a oxidação é utilizado em diversas ligas metálicas. Seu símbolo é Nb, possui número atômico 41, e configuração eletrônica 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d104p6 5s2 4d3, massa atômica 92,9g mol-1, ponto de fusão 2477°C, ponto de ebulição 4744°C.

Descoberto em 1801 por Hatchet, após a análise de um minério chamado tantalita, niobita ou columbita (Fe,Mn)(Nb,Ta)2O6 em razão do nome coolombita chamou o metal de colômbio com o símbolo (Cb). Porém descoberto por Henrich Rose, de forma independente em1846, que o nomeou de nióbio em homenagem a deusa grega Níobe fillha do deus Tântalo, que segundo o mito foi transformada em uma rocha por Zeus. Só foi isolado e caracterizado em 1864 por Blomstrand por redução do cloreto pelo calor em atmosfera de hidrogênio.



Quimicamente o nióbio é reativo formando complexos, haletos, óxidos e hidretos, porém é necessário que este seja levado ao aquecimento em função de sua resistência aos agentes oxidantes e redutores. É necessário, entretanto, ressaltar que alguns dos compostos de nióbio são altamente tóxicos, e sua manipulação exige cuidado. Seus estados de oxidação mais comuns são 2,3 e 5. Quando submetido a temperatura de 200°C o metal oxida-se rapidamente, porém em contato com o ar forma finas camadas de óxidos, nas cores verde, azul e amarelo dependendo da espessura da camada formada. As propriedades químicas do nióbio assemelham-se demasiadamente as do Tântalo, fazendo parte dos 5 elementos refratários principais W, Ta, Mo e Re. Este metal é obtido industrialmente por redução do óxido de nióbio, com carbono e hidrogênio.

O nióbio é comumente utilizado em ligas metálicas com o ferro, o aço, com o zircônio e essas ligas são utilizadas na fabricação de estruturas, soldas, gasodutos, superligas para fabricação de motores a jato e na fabricação de jóias em virtude da resistência a corrosão, altas temperaturas, e como supercondutor em meio criogênico.

O nióbio não é encontrado na natureza em seu estado metálico, mas na forma dos minerais acima citados, geralmente os minérios que contém tântalo, contém também o nióbio. Este metal existe em vários países do mundo, porém foi descoberta uma jazida de nióbio em Araxá-MG, o que tornou o Brasil a maior reserva de nióbio do mundo.


Bibliografia:
http://www.cdcc.sc.usp.br/elementos/niobio.html
http://www.chemicool.com/elements/niobium.html
http://www.daviddarling.info/encyclopedia/I/inorganic_chemistry_ent...


Extraído de: http://www.infoescola.com/elementos-quimicos/niobio/


* * * * * * * *


Walther Moreira Salles




(Pouso Alegre, 28 de maio de 1912 — Petrópolis, 27 de fevereiro de 2001) foi um empresário, banqueiro, diplomata e advogado brasileiro, formado na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo.



Foi ministro da Fazenda do Brasil, no governo João Goulart.

Em 1924, seu pai, João Moreira Salles, fundou em Poços de Caldas a Casa Bancária Moreira Salles. Em 1933, Walther tornou-se sócio da casa que, em 15 de Julho de 1940, foi elevada à condição de Banco Moreira Salles, após fusão com mais três bancos da região. Em 1967, o nome da instituição foi mudado para União de Bancos Brasileiros S.A. e, em 1975, o conglomerado financeiro passou a ser denominado como Unibanco.

O banqueiro Moreira Salles era muito mais conhecido como embaixador, posto que exerceu duas vezes em Washington na década de 1950. Além disso, foi ministro da Fazenda do Brasil no gabinete parlamentarista do presidente João Goulart. Ele ganhou a admiração do presidente Juscelino Kubitschek pela fama de conciliador em suas incursões diplomáticas. Foi um dos negociadores da dívida externa brasileira na década de 1950, em três ocasiões, nos governos dos presidentes Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e Jânio Quadros.

Conhecido pela discrição, educação rebuscada, bom humor e charme, o embaixador tinha muitos amigos famosos, dentre eles o roqueiro Mick Jagger, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso  e a atriz Greta Garbo.

O embaixador, banqueiro e advogado de formação morreu aos 88 anos, em 2001, em Araras, distrito de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro. A causa da morte não foi revelada pela família.
No início dos anos 1990 foi fundado o Instituto Moreira Salles, uma entidade de assistência à cultura do país.

No Unibanco, o prêmio Walther Moreira Salles, que o homenageia, é o mais importante prêmio interno da instituição. É concedido uma vez ao ano àqueles que são os responsáveis por projetos de excelência e que contribuíram para a evolução e atuação do banco.

Deixou quatro filhos: Pedro Moreira Salles, atual presidente do conselho do Itaú Unibanco, o cineasta Walther Salles (de nome Walther Moreira Salles Júnior), o documentarista João Moreira Salles e o editor Fernando Roberto Moreira Salles.

Salles casou-se três vezes: aos 28 anos, com Helène Matarazzo, com quem teve Fernando; separou-se no final dos anos 1950 e casou-se com Elisa Gonçalves, mãe dos outros três filhos, permanecendo com ela até o início dos anos 1970. Em 1986, conheceu Lúcia Moreira Salles, sua última companheira.

Há uma sala no Ibmec São Paulo, atual Insper, com seu nome, em homenagem.

Referências - Ligações externas



Extraído de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Walther_Moreira_Salles

Publicado em: http://portaldosanjos.ning.com/group/jornalcelestial/forum/